facebook jornal do sertão twitter jornal do sertaolinkedin jornal do sertaowhatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 25 de setembro de 2020

Política

Exposição Tengo Lengo Tengo é recorde de público no museu cais do sertão

Em 30 dias Tengo Lengo Tengo foi responsável por receber, em média,  6.797 visitantes ao museu,

Postado em 01/08/2019 2019 15:31 , Política. Atualizado em 01/08/2019 15:35

O projeto segue no centro cultural até 27 de agosto com programação para todos os públicos.

O Sertão de Pernambuco foi bem representado na exposição Tengo Lengo Tengo, que homenageia os líderes precursores da tradicional Missa do vaqueiro em Serrita,

o músico Luiz Gonzaga e o Padre João Câncio. Durante os meses de junho e julho, a mostra foi recorde de público no Centro Cultural Cais do Sertão.

Entre o período de 30 dias – 18 de junho a 18 de julho -, a Tengo Lengo Tengo foi responsável por receber, em média,  6.797 visitantes ao museu, de acordo com pesquisa levantada pela Secretaria de Turismo e Lazer, por meio da Empresa de Turismo de Pernambuco (Empetur).

Os números só aumentam. Tratando-se da mostra de maior público do Cais neste primeiro semestre do ano, a Tengo Lengo Tengo contabilizará, até o último dia de julho, 8.863 visitações. A programação interativa do projeto continua até o dia 27 de agosto.

Luiz Gonzaga 

Na próxima sexta-feira (02), comemora-se os 30 anos da morte do cantor Luiz Gonzaga. Em celebração ao legado do artista, os artistas Quinteto Violado, Bia Marinho, Joquinha, Terezinha do Acordeon e forrozeiros fazem show na área externa do museu.

“Trazer, por meio da narrativa visual, o contexto dessa missa que acontece em Serrita há 30 anos é proporcionar ao pernambucano o reconhecimento de sua história de resistência. Comemoramos o recorde de visitações da nossa exposição neste primeiro semestre, e reforçamos o compromisso da Secretaria de Turismo e Lazer em enaltecer a cultura do interior”, destaca o Secretário de Turismo e Lazer, Rodrigo Novaes.

Missa do Vaqueiro

Todo o encantamento e tradição da cultura sertaneja poderão ser conferidos durante a realização da 49ª Missa do Vaqueiro de Serrita, neste fim de semana. Considerada a celebração mais antiga dos sertões, segue até domingo (28), com uma programação bem diversificada, unindo o profano e o sagrado.

Este ano, além dos shows gratuitos com nomes como Josildo Sá e Petrúcio Amorim, o público poderá conferir vaquejadas, pegas de boi e novidades como a feira de artesanato com produtos de couro, a produção de um documentário, uma miniexposição e ainda palestras sobre o universo sertanejo.

Para fechar, a tradicional missa em homenagem ao ofício e ao vaqueiro Raimundo Jacó, cuja morte deu origem ao costume, será realizada no último dia do evento. 60 mil visitantes são esperados na edição.

No sábado (27), após a realização da vaquejada e pega de boi, sobem ao palco Paulo Sampaio, Donizete Batista, Adriano Estigado, Kinho Callou, Nanara Belo e Forró Santa Dose, Chambinho do Acordeon e Petrúcio Amorim.

No domingo é dia de celebrar a Missa do Vaqueiro. Para isso foram convocados os artistas Josildo Sá, responsável pela parte musical do culto, Flávio Leandro, Sarah Lopes, Pedro Bandeira, Chico Justino e Cícero Mendes, Ronaldo Aboiador, Fernando Aboiador e participação especial de Daniel Gonzaga.

A Empetur contará com espaço com um lounge para descanso e área interativa, onde haverá um estúdio fotográfico, onde o público poderá fazer fotos e serão impressas na hora. O espaço funcionará das 8h às 15h.

A Missa do Vaqueiro de Serrita conta com patrocínio da Empetur e do Governo do Estado de Pernambuco. Entre os apoiadores, Prefeitura de Serrita, Sebrae, Fundação Padre João Câncio, Apega (Associação dos Vaqueiros de Pega de Boi) e Associação Luiz Gonzaga dos Forrozeiros do Brasil.

Fotos: Chico Andrade

Museus