facebook jornal do sertão twitter jornal do sertaolinkedin jornal do sertaowhatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 28 de setembro de 2020

infraestrutura

Adutora Interestadual para o Agreste deverá ser entregue no primeiro trimestre de 2020

As obras tem investimento previsto de R$ 85 milhões e vai beneficiar nove cidades da região

Postado em 12/08/2019 2019 07:00 , infraestrutura. Atualizado em 11/08/2019 14:33

FOTO: DIVULGAÇÃO COMPESA

O presidente da Companhia Pernambucana de Saneamento – Compesa, Roberto Tavares, inspecionou obra da Adutora do Alto Capibaribe, em Barra de São Miguel, na Paraíba

, e a obra de esgotamento sanitário no município de Santa Cruz do Capibaribe. . Acompanhado por engenheiros e técnicos, esteve no trecho de captação no Rio Paraíba, distante quase 50 km da cidade de Santa Cruz do Capibaribe, em Pernambuco.

Um empreendimento de R$ 85 milhões, que irá transportar água da Transposição do Rio São Francisco para nove cidades do Agreste pernambucano e um município da Paraíba, Barra de São Miguel.. “Estamos acompanhando de perto o andamento da obra para organizar a visita que deverá ser feita pelos governadores Paulo Câmara, de Pernambuco, e João Azevedo, da Paraíba. Em andamento, a obra Já tem assentados quase 50% das tubulações, de um total de 70 quilômetros de extensão. A adutora deverá ser entregue no primeiro trimestre do ano que vem”, informa Tavares.

A Adutora do Alto Capibaribe é uma das obras hídricas estruturadoras pensadas pelo Governo de Pernambuco para antecipar a chegada da água da Transposição do Rio São Francisco para o Agreste, a região que detém o pior balanço hídrico do Estado.

A adutora irá transportar 371 litros de água, por segundo, captada no Rio Paraíba, perto do Açude Boqueirão, no município de São Miguel, Paraíba e irá beneficiar 230 mil pessoas nas cidades de Santa Cruz do Capibaribe, Toritama, Jataúba, Taquaritinga do Norte, Vertentes, Frei Miguelinho, Santa Maria do Cambucá, Vertente do Lério e no distrito de São Domingos, em Brejo da Madre de Deus, além de Barra de São Miguel, no Cariri paraibano.

Além da visita à adutora, a equipe da Compesa também inspecionou a obra de esgotamento sanitário no município de Santa Cruz do Capibaribe, que já está 80% concluída. A cidade, a mais populosa do Agreste Setentrional e deverá contar com serviços de esgotamento sanitário já no inicio de 2020, quando deve ser concluída a fase de pré-operação. Segundo Tavares, essa obra é um grande anseio da população local, que terá mais qualidade de vida com esse empreendimento, um investimento de R$ 100 milhões. “No Todos por Pernambuco, que acontecerá nos meses de agosto e setembro, a população poderá conhecer melhor o maior Plano de Investimentos da história da Compesa, que tem sido priorizado pelo governador Paulo Câmara”, finalizou.