Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 30 de outubro de 2020

Últimas Notícias

Acordo libera R$ 1 bilhão de fundo da Lava Jato para Amazônia

Valor vai custear ações em defesa da floresta, em meio a aumento de incêndios, que colocaram o Brasil sob críticas internacionais

Postado em 05/09/2019 2019 16:14 , Últimas Notícias. Atualizado em 05/09/2019 16:14

Presidente do Senado anuncia acordo de ajuda a Amazônia

Da Redação com agências de notícias

A procuradora-geral da República (PGR), Raquel Dodge, e o advogado-geral da União, André Mendonça, disseram hoje (5) ter chegado a um acordo junto ao ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), para que R$ 1 bilhão oriundo da Petrobras  seja destinado a ações de preservação do meio ambiente,

sobretudo na região da Floresta da Amazônca..

Os dois estiveram reunidos  com Moraes na manhã desta quinta-feira (5). Segundo ambos relataram, o ministro  anunciará em breve a decisão que selará a destinação dos recursos. Também participaram do encontro o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e a ministra da Agricultura, Tereza Cristina

Desses R$ 1 bilhão, ao menos R$ 400 milhões devem ser repassados aos estados da região amazônica. “Haverá da parte do governo federal uma transferência dessa ordem”, afirmou Raquel Dodge.

“A defesa da Amazônia, que é patrimônio brasileiro, é muito importante e ela agora conta com recursos que irão para a área da agricultura, para assistência técnica, para regularização fundiária, para prevenção de queimadas e também para a regeneração da floresta”, acrescentou a PGR.

O presidente do Senado (DEM-AP), falou sobre a criação do fundo em meio ao aumento dos incêndios florestais na região, que colocaram o Brasil sob pressão internacional.

“Em reunião no Supremo Tribunal Federal, firmamos um acordo para a destinação de R$1 bi que serão aplicados em ações de defesa da Amazônia. O recurso é parte do fundo da operação Lava Jato. Agradeço todas as instituições envolvidas nesta negociação. Salve a nossa Amazônia!”, escreveu Alcolumbre no Twitter.