facebook jornal do sertão twitter jornal do sertaolinkedin jornal do sertaowhatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 28 de fevereiro de 2020

Educação

Estudante da zona rural de Arcoverde fará intercâmbio no Canadá

O  Program ‘Ganhe o Mundo’ busca investir em um segundo idioma para melhorar o currículo e fazer com que o aluno da rede pública – que, geralmente tem poucos recursos – possa destacar quando estiver em processos seletivos

Postado em 30/09/2019 2019 12:23 , Educação, Últimas Notícias. Atualizado em 30/09/2019 12:23

 

Foto (Divulgação)

Programa Ganhe o Mundo: 

A aluna Giovanna Paz Fernandes da Silva, da Escola Municipal Severina de Souza Bradley, localizada no Distrito de Caraíbas, na zona rural de Arcoverde, fará intercâmbio educacional no Canadá – dentro do Programa Ganhe o Mundo (PGM), promovido pela Secretaria Estadual de Educação iniciado há seis anos.

Processo Seletivo

Após um curso preparatório de Inglês na Escola de Referência Senador Vitorino Freire, Giovanna passou pelo processo seletivo do Programa ‘Ganhe o Mundo’, que incluiu provas de Português, Matemática e Inglês. “Sei que esse intercâmbio vai ser muito importante para mim, vou conhecer outra cultura e vou agregar mais conhecimentos”, avalia Giovanna. Ela está ansiosa pela definição da data do embarque e em qual cidade canadense ficará sediada.

Origem Familiar

Giovanna tem 16 anos e é filha do pedreiro Antônio José da Silva e da dona de casa Maria Albenice Paes. A família se completa com a irmã Gabrielle (13 anos) e José Ruan (10 anos). “Como gestora da área, damos todo apoio a aluna Giovanna; é muito gratificante ver ela se credenciar ao Programa”, ressalta Zulmira Cavalcanti, secretária de Educação e Esportes de Arcoverde.

Programa Ganhe o Mundo

O  Program Ganhe o Mundo’ busca investir em um segundo idioma para melhorar o currículo e fazer com que o aluno da rede pública – que, geralmente tem poucos recursos – possa destacar quando estiver em processos seletivos.

Disponibilidade de Vagas

Das 15 mil vagas do programa, 11.300 são destinadas para o estudo da língua inglesa, 3.600 para língua espanhola e 100 para língua alemã. Além de estudar na rede estadual, o aluno – que quiser cursar alguma das modalidades – precisa ter alcançado  a média mínima de 7 ponto em português e em matemática no primeiro semestre de 2019.

 

Foto: divulgação