Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 15 de abril de 2021

Agro

Valexport apresenta agronegócio regional ao governador de Roraima (RO)

Antonio Denarium, encerrou nesta quarta-feira (2) em Petrolina – PE  visita feita ao Vale do São Francisco com um propósito: mudar a matriz econômica do seu Estado com o incremento de projetos irrigados visando a produção de frutas em larga escala.

Postado em 02/10/2019 2019 18:35 , Agro, Últimas Notícias. Atualizado em 02/10/2019 18:38

Visita de campo

O governador de Roraima, Antonio Denarium, encerrou nesta quarta-feira (2) em Petrolina – PE  visita feita ao Vale do São Francisco com um propósito: mudar a matriz econômica do seu Estado com o incremento de projetos irrigados visando a produção de frutas em larga escala. No terceiro dia, entre Petrolina e Juazeiro – BA, o governador, que esteve acompanhado de secretários e empresários do segmento agropecuário, participou de uma reunião na Associação dos Produtores e Exportadores de Hortigranjeiros e Derivados do Vale do São Francisco – Valexport, onde conheceu em detalhes os projetos, empreendimentos e resultados que transformaram a região no terceiro maior produtor de frutas do mundo.

Depois de ouvir uma palestra destacando a produção anual de 43,9 milhões de toneladas de frutas e de ser informado pelo gerente executivo da Valexport, Tássio Lustosa, que o Vale é responsável por 86% das exportações de manga e 99,9% das exportações de uva do país, Antonio Denarium, ressaltou o potencial produtivo de Roraima para investimentos e geração de emprego e renda. “Fiz questão de trazer os secretários das áreas produtivas e empresários do setor. Todos saem daqui muito bem impressionados com o profissionalismo dos produtores e os avanços tecnológicos e da pesquisa agropecuária. Fizemos vários contatos e acertamos a ida de alguns consultores das culturas de manga e citros para ampliarmos o intercâmbio”, ressaltou.

O presidente da Valexport, José Gualberto de Almeida, lembrou a implantação dos primeiros perímetros públicos irrigados, ainda na década de 1960, a exemplo do Projeto Bebedouro, e entusiasmou os visitantes quando mencionou os números de empregos gerados a cada hectare irrigado. “Na produção de manga são gerados diretamente dois empregos já no de uva, o número dobra para quatro”. Também presente à comitiva, o presidente da Abrafrutas, Luiz Roberto Barcelos, fez um paralelo entre as regiões do Vale e de Roraima, acrescentando que Roraima tem potencial, em solos, clima e localização geográfica para se tornar um grande exportador de frutas.

A comitiva do governador de Roraima participou na segunda-feira (30) da abertura do XXVI Congresso Brasileiro de Fruticultura, na Univasf, em Juazeiro – BA. Na terça e na quarta-feira se reuniu com a Câmara Setorial de Fruticultura do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e Confederação Nacional da Agricultura (CNA) e com a diretoria da Abrafrutas. Antonio Denarium e comitiva conheceram ainda os pomares e packing houses de fazendas de produção de uva e manga.

Fonte: CLAS Comunicação.