facebook jornal do sertão twitter jornal do sertaolinkedin jornal do sertaowhatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 01 de outubro de 2020

Cidades

Arborização Urbana de Serra Talhada ganha certificado ambiental

Na ocasião, Serra Talhada recebeu o certificado de “Município Qualidade de Vida” pela implantação do Plano Municipal de Arborização Urbana, que foi lançado no último mês de julho

Postado em 15/10/2019 2019 11:00 , Cidades, Últimas Notícias. Atualizado em 14/10/2019 17:58

O secretário de Meio Ambiente, Ronaldo Melo Filho, representou Serra Talhada no X Simpósio Brasileiro de Engenharia Ambiental e Sanitária – X SBEAS

O secretário de Meio Ambiente, Ronaldo Melo Filho, representou Serra Talhada no X Simpósio Brasileiro de Engenharia Ambiental e Sanitária – X SBEAS, que ocorreu de 8 a 11 de outubro,
no Centro de Convenções de Pernambuco. A programação do evento contou com 16 palestras, 8 minicursos, 5 mesas-redondas, e Feira de Sustentabilidade e Negócios, com 50 stands de empresas ligadas ao Setor Ambiental.

Na ocasião, Serra Talhada recebeu o certificado de “Município Qualidade de Vida” pela implantação do Plano Municipal de Arborização Urbana, que foi lançado no último mês de julho. De acordo com a Associação dos Engenheiros Ambientais e Sanitaristas de Pernambuco, o plano de arborização de Serra Talhada foi um dos projetos escolhidos para receber homenagem por fazer a diferença para o meio ambiente.

Melo Filho falou sobre a elaboração e importância do plano. “É o primeiro do Nordeste que trata de espécies nativas do bioma Caatinga e tem como objetivo à implantação de ações como o plantio, à manutenção e o monitoramento das árvores, intervindo na arborização já existente e atuando em áreas que ainda não possuem arborização. Voltado às espécies nativas da Caatinga, o plano orienta e especifica o manejo adequado da arborização em espaços urbanos, apresentando um mapeamento da arborização atual, definindo espécies recomendadas e não recomendadas, locais adequados, distanciamento, produção e aquisição de mudas, podas, substituição de árvores, manutenção, monitoramento, campanhas ambientais, entre outras diretrizes”, destacou.

O Simpósio é realizado pela Associação dos Engenheiros Ambientais e Sanitaristas de Pernambuco (AEAMBS-PE) em parceria com a Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) e a Federação Nacional dos Engenheiros Ambientais e Sanitaristas (FNEAS), apoio do CONFEA,  CREA e MÚTUA.