facebook jornal do sertão twitter jornal do sertaolinkedin jornal do sertaowhatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 25 de maio de 2020

sertão-on

No Sertão de Pernambuco solidariedade é solução.

E essa manifestação de apoio de apoio ganhou dimensão no sertão.

Postado em 04/05/2020 2020 16:21 , sertão-on, Últimas Notícias. Atualizado em 04/05/2020 16:21

A falta de internet e a pouca habilidade com recursos tecnológicos, tão essenciais na atual realidade do isolamento social, é um problema que vem dificultando a vida de alguns brasileiros no momento de solicitar o auxílio emergencial do Governo Federal.

No Sertão de Pernambuco isso só tem sido possível por meio da solidariedade. Nos municípios de Sitio Serra do Reino e São José Belmonte, onde poucas pessoas dispõem ou têm acesso à internet, as pessoas se uniram e decidiram ajudar os carentes de internet no cadastro para conseguir o auxílio emergencial de R$ 600 reais, oferecidos pelo governo federal. “Eu resolvi baixar no meu celular o aplicativo e avisar ao pessoal que eu estava fazendo o cadastro”, conta uma agricultora.

A maioria das pessoas que vivem em área rural, tiram o sustento da agricultura familiar. Como muitos mercadinhos fecharam, elas ficaram sem ter a quem vender. Agora, o auxílio emergencial é a única fonte de renda para muitos agricultores. E além do auxílio do governo, eles precisam também da ajuda na hora de pedir o benefício.

E essa manifestação de apoio de apoio ganhou dimensão no sertão. “Olá. Meu nome é Gisele Vasconcelos de Araújo, eu falo de Afogados da Ingazeira, Pernambuco”. Além de conexão de internet, Gisele passou a oferecer paciência e cuidado com o outro. “Gisele, muito obrigada por me dar essa colaboração hoje aqui. Isso vai ajudar muito as pessoas que têm dificuldade, como eu “, agradece a professora Maria do Carmo Vasconcelos.

O advogado Berg Dias, abriu as portas do escritório de advocacia da família, em Salgueiro, também no sertão de Pernambuco. “Eu fiz uma campanha nas redes sociais me disponibilizando de forma gratuita a ajudar as pessoas, que não tinham internet, que não tem computador. Já que aqui em Salgueiro é uma cidade pobre, é uma cidade que esse auxílio vai fazer a diferença na vida de muitas pessoas”, diz o estudante universitário

Fonte G1 / Imagem reprodução net