facebook jornal do sertão twitter jornal do sertaolinkedin jornal do sertaowhatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 26 de maio de 2020

Saúde

Nutricionista alerta sobre os riscos do consumo exagerado de açúcar durante quarentena

O consumo excessivo desse produto deve aumentar devido às mudanças emocionais causadas pelo momento vivido e outros fatores por trás do estresse diante da pandemia.

Postado em 11/05/2020 2020 16:58 , Saúde, Últimas Notícias. Atualizado em 11/05/2020 16:58

Entre os excessos mais cometidos pelos brasileiros ao longo da vida, está o consumo de alimentos não saudáveis. Nesse cenário de pandemia e isolamento social, diversos alimentos devem ser evitados ou consumidos com moderação. Exemplo disso é o açúcar, um dos vilões da saúde. O consumo excessivo desse produto deve aumentar devido às mudanças emocionais causadas pelo momento vivido e outros fatores por trás do estresse diante da pandemia.

A nutricionista da Secretaria de Saúde de Petrolina, Célia Regina de Oliveira, alerta sobre os cuidados que devem ser tomados. “Devido à quarentena, muitas pessoas acabam descontando o estresse, a raiva, o medo, em doces. Isso acontece porque o açúcar libera substância da família das endorfinas para o cérebro, que dão a sensação de prazer e bem estar, porém é preciso ter cuidado, pois o consumo exagerado pode trazer sérias doenças, como a obesidade e a diabetes”, destaca.

O açúcar está presente no que comemos das mais diversas formas e com variadas nomenclaturas. Por isso, é dentro de casa — e no supermercado — que se deve ficar vigilante para evitar excessos. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que a ingestão de açúcar não deve passar de 5% do total de calorias consumidas por dia, o que equivale a 25 gramas.

Medidas

A primeira medida é ir reduzindo o açúcar refinado, verificando os rótulos dos alimentos. Se você parar para observar, vai encontrar diferentes açúcares adicionados aos produtos: xarope de milho, glicose, sacarose, frutose, etc. Muitas pessoas utilizam outros açúcares em substituição ao refinado, como mascavo e o demerara, mas esses também devem ter seu consumo moderado.

Alternativas

Para aquelas pessoas que querem manter uma alimentação balanceada sem abrir mão dos doces, a nutricionista dá uma dica. “Uma dica é trocar o açúcar comum na hora de preparar as receitas por açúcar orgânico, açúcar de coco, adoçante estévia, sempre com equilíbrio e dar preferência a alimentos integrais. Outra recomendação para aliviar toda essa tensão do isolamento social é a prática de exercícios físicos, pois eles liberam essa mesma substância para o cérebro causando a sensação de relaxamento“, finaliza a nutricionista.

Com informação da PMP

Texto: Jhulyenne Souza

Foto: Jonas Santos/PMP