Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 17 de maio de 2024

Política

Eleições 2020 devem ser marcadas por fim das coligações proporcionais

Mudanças adotadas na minirreforma eleitoral de 2017 serão testadas no pleito atual

Postado em 13/07/2020 2020 11:12 , Política, Últimas Notícias. Atualizado em 13/07/2020 11:42

Urna eletrônica usada nas eleições – Foto: (Politize)

As eleições municipais de 2020 irão testar mudanças estabelecidas pela minirreforma eleitoral de 2017, que devem fazer a diferença no pleito eleitoral atual, a exemplo do fim das coligações proporcionais e a democratização das sobras de votos. Estas novidades devem impactar de forma substancial na composição das câmaras municipais e no futuro de vários partidos de pequeno e médio porte. Até 2017, não havia nenhum tipo de veto para que os partidos disputassem cargos em grupo, ou seja, por meio de coligações. Desta maneira, os votos conquistados por cada partido valiam para toda a coligação, configuração que criou o puxador de voto, ou seja, aquele candidato que ao receber um grande número de votos beneficiavam outros candidatos. Com a mudança na legislação, os partidos políticos contarão apenas com os seus próprios votos para se eleger. Tal mudança poderá fazer com que alguns partidos sumam do Legislativo. Para evitar o fenômeno do enfraquecimento partidário, algumas siglas pretendem adotar a estratégia de investir forte nas candidaturas a prefeito para fortalecer as candidaturas dos vereadores. No caso das sobras de votos, diferentemente das eleições passadas, agora, elas poderão ser disputadas por qualquer coligação, ou seja, houve uma democratização do processo.