Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 22 de maio de 2024

Cidades

A desertificação nos Solos do Sertão Por Breno Lôbo

Hoje Breno Lôbo chama atenção para desertificação nos Solos do Sertão que acontece pela existência de secas intensas com uma perda de nutrientes consideravelmente
alta

Postado em 09/02/2021 2021 11:50 , Cidades, Últimas Notícias. Atualizado em 23/02/2021 00:15

Breno Lôbo Engenheiro Civil Especialista na área de Resíduos Sólidos urbanos
Especialista em gestão de negócios, controladoria e finanças corporativas.   breno_lobo@hotmail.com

A desertificação é um processo de degradação dos solos que afetam algumas regiões do mundo inteiro. Ele acontece pela existência de secas intensas com uma perda de nutrientes consideravelmente alta. Esse fenômeno é realizado em regiões áridas, semiáridas e subsumidas. Em locais com índice pluviométrico menor que 1.400mm/ano são diagnosticados com esse tipo de problema.

Esse evento pode ser de forma natural ou antrópica. As principais causas dessa adversidade são os usos inapropriados dos solos pela agropecuária; desmatamento e exploração de ecossistemas; uso de agrotóxicos de forma intensa e a falta de chuvas.

Vegetação sendo extinta pela desertificação

DESERTIFICAÇÃO NO SERTÃO DE PERNAMBUCO

No sertão de Pernambuco, por exemplo, no município de Cabrobó e cidades vizinhas sofrem com esse tipo de contratempo mais intenso. A causa principal nessa região é o desmatamento da caatinga que retira a camada de solo permeável e provoca uma grande retração de plantio. Por esse motivo, o sertão central, é uma região com dificuldades de reverter a degradação do solo.

Solos com rachaduras

DESERTIFICAÇÃO NO NORDESTE

Em alguns outros locais do nordeste brasileiro, também acontece esse tipo de caso. Em regiões do Seridó(RN), Gilbués(PI), Cariris velhos(PB), inhamuns( CE) e Sertão do São Francisco( BA); habitua-se a visualizar essa rachadura em solos argilosos, próprios do semiárido nordestino.

LEGISLAÇÃO VIGENTE

Com lei vigente, n° 13.153/2015; foi criada a Política Nacional de Combate a Desertificação e Mitigação dos efeitos da seca.                A finalidade dessa legislação é prevenir e combater o avanço da desertificação em regiões semiáridas, principalmente, no nordeste brasileiro.

CONTER A DESERTIFICAÇÃO

Para conter os avanços da desertificação na caatinga, é preciso ter uma conscientização da população local sobre as consequências das ações humanas em solos sertanejos. Realizar o reflorestamento em pequenos territórios ou até mesmo em unidades de preservação, trarão um ganho maior de nutrientes no solo e consequentemente uma melhoria significativa de produtividade para as famílias que necessitam dessa.