Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 19 de maio de 2024

Ciência e Tecnologia

Brasil lança Satélite para monitorar a Amazônia e áreas da Agricultura Brasileira

Conforme relata o Professor Adjunto da Universidade Federal de Alagoas ,  o Meteorologista Humberto Barbosa do Laboratório de Análise e Processamento de Imagens de Satélites (Lapis). “O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), foi protagonista de um marco na história da ciência e tecnologia do Brasil”

Postado em 28/02/2021 2021 14:28 , Ciência e Tecnologia, Últimas Notícias. Atualizado em 28/02/2021 19:05

Foto: reprodução

 ” Hoje foi lançado o Amazônia-1, o primeiro, de três satélites de observação da Terra, projetado, construído, testado e operado 100% pelo Brasil”

A missão de lançamento ocorreu neste domingo, às 1h54 (horário de Brasília), em parceria com a Organização de Pesquisa Espacial Indiana (ISRO). Em sua primeira missão de 2021, a agência indiana lançou com sucesso o primeiro satélite de imageamento da Terra 100% brasileiro”

.O Amazônia-1, foi lançado a partir do Centro Espacial Satish Dhawan, no sul da Índia, e colocado, 17 minutos depois, numa órbita solar  (que circula a Terra sincronizada com o Sol), com altitude de 760 km. ”



” O objetivo do lançamento do satélite é a geração de dados de observação da Amazônia brasileira, atendendo também,  a outras finalidades estratégicas, como o monitoramento de áreas da agricultura brasileira”

O Amazônia-1 está equipado com um sistema de visualização ótica de imagens amplas, que consiste em uma câmera com três bandas, no espectro visível e uma banda no infravermelho próximo. Capaz de registrar imagens que cobrem uma largura de cerca de 860 km, com resolução de aproximadamente 60 metros, ele agora fará companhia no espaço aos satélites Cbers-4 e 4A, construídos numa parceria entre Brasil e China.

Essa é a terceira missão de lançamento de satélites, pelo Brasil, em operação. A vida útil mínima do Amazônia-1, é estimada em quatro anos. Desde a concepção até o lançamento, houve uma longa jornada de 30 anos, com o satélite precursor do projeto, tendo sido originado nos anos 1990. Apesar dos obstáculos de financiamento da ciência brasileira, esse marco histórico mostra a importância dos resultados de investimentos na área de C,T&I.

“Na missão espacial de hoje, fizeram companhia ao Amazônia-1, mais outros 18 satélites de demonstração de tecnologia da Índia, dos Estados Unidos e,  de outros países, conclui o Prof .Humberto Barreto .

JS Ciência e Tecnologia