Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 24 de julho de 2021

Saúde

É do Sertão a primeira cidade do Brasil a implantar o “Passaporte Imunológico” digital

Afogados da Ingazeira inova ao ser a primeira cidade do Brasil a implantar o Chronus -Passport, um passaporte imunológico digital desenvolvido por uma empresa franco-brasileira, com sede em Paris e escritórios em Recife e em São Paulo. O aplicativo é como uma carteira de vacinação online que dirá quem já tomou a vacina ou não, então permitirá que estabelecimentos possam liberar a entrada apenas para pessoas imunizadas. Por enquanto, só profissionais de saúde estão utilizando a ferramenta, mas, segundo o Secretário de Saúde de Afogados da Ingazeira, Arthur Amorim, a população também terá acesso até meados de abril.

Postado em 29/03/2021 2021 19:00 , Saúde. Atualizado em 01/04/2021 13:06

Jornalista , Editor Antônio José em Saúde

    (Foto disponibilizada pela Ascom da Prefeitura)

A prefeitura de Afogados da Ingazeira, no Sertão do Pajeú, inova ao implantar o Chronus i-Passport, um passaporte imunológico digital que promete ter informações sobre a população já vacinada para liberar acesso a alguns espaços. A novidade foi desenvolvida pela Mooh! Tech, empresa franco-brasileira no ramo da tecnologia, com sede em Paris e escritório em Recife e São Paulo. Afogados da Ingazeira é a primeira cidade do Brasil a implantá-la.

Como funciona?

O aplicativo foi feito para deixar registrado quem já tomou ou não a vacina contra o coronavírus. Dessa maneira,estabelecimentos poderão acessare conferir quem já está imune, para liberar a entrada. “O i-Passport é um passaporte de profilaxia que registra informações sobre vacinas, aliando a funcionalidade de um cartão de vacinação – nacional e internacional, e também de um passaporte, à agilidade e praticidade de um aplicativo de celular”, afirmou a prefeitura de Afogados da Ingazeira, onde também esclareceu que contou com o apoio financeiro do empresário afogadense Jurandir Pires.

Quem pode utilizar o i-passport?

“O i-passport é uma ferramenta crucial para que as pessoas possam ir e vir com segurança. Inicialmente está sendo implantado junto aos profissionais de saúde e de linha de frente, já imunizados contra a covid-19, e será disponibilizado à toda população conforme forem vacinados”, conta Adriano Barboza Leite, técnico responsável pelo bom funcionamento do aplicativo. Segundo Arthur Amorim, Secretário de Saúde do município, a estimativa é que por volta de abril a população já possa ter acesso à ferramenta.

Arthur Amorim, Secretário de Saúde de Afogados da Ingazeira. Foto: Associação Municipalista de Pernambuco

Quando boa parte da população já estiver vacinada, o aplicativo poderá ser baixado no celular de qualquer morador. Dessa forma, os estabelecimentos poderão ter controle de pessoas imunizadas para não colocar seus clientes em perigo.

De acordo com a prefeitura de Afogados da Ingazeira, há pessoas no município que não querem ser vacinadas. O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, em dezembro de 2020, que a vacinação seria obrigatória, e que não seria usada a força nem condução coercitiva para vacinar a população, mas sim restrições àqueles que não quiserem vacinar. Portanto, o i-passport vai permitir fazer esse controle.