Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 24 de julho de 2021

Economia

Começa Pagamento do Novo Auxilio Emergencial em todo o Brasil

O Governo Federal inicia esta semana o pagamento do novo auxílio emergencial, que começa a ser pago no valor de R$ 250 para todos os que estão cadastrados. Há duas exceções neste pagamento: no caso dos que informaram no cadastramento que têm família unipessoal, o montante fica reduzido para R$ 150. E no caso dos que informaram que são famílias chefiadas pelas mães, o valor é ampliado para R$ 375. Apesar disso, o valor do benefício e os critérios podem ser modificados posteriormente, porque o Executivo apenas recebeu a autorização do Congresso para dar início aos repasses. A Medida Provisória que trata da matéria ainda está em tramitação.

Postado em 04/04/2021 2021 13:00 , Economia. Atualizado em 04/04/2021 15:23

Jornalista , Editor Antônio José em Economia

Aplicativo auxílio emergencial do Governo Federal. Imagem Agência Brasil

O Governo Federal inicia a partir de terça-feira (6), por meio da Caixa Econômica Federal, o pagamento do novo auxílio emergencial, em parcelas que variam entre R$ 150, R$ 250 ou R$ 375. O valor a ser pago é de R$ 250, mas foi estabelecida pela equipe econômica uma redução, no caso do trabalhador que reside sozinho (família unipessoal) – para R$ 150. Já para as mães que forem ao mesmo tempo chefes de família, o montante será aumentado – para R$ 375.  O Executivo recebeu autorização do Congresso para dar início aos pagamentos, mas a Medida Provisória que trata da matéria ainda encontra-se em tramitação e pode mudar várias regras.

Crédito: Marcelo Camargo – Agência Brasil

O que acontece é que a Emenda Constitucional Emergencial (que foi chamada no Legislativo de PEC Emergencial) já autorizou o Executivo a estabelecer o retorno desse benefício para a população que sofreu o impacto econômico da pandemia da Covid em suas atividades. Mas estão sendo discutidos entre os parlamentares os termos do benefício, tais como: número de pessoas a serem contempladas, aumentos e reduções (dependendo de vários critérios), bem como o valor real para o pagamento. Muitos deputados e senadores atuam para ampliar o montante para os R$ 600 pagos em 2020.