Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 23 de julho de 2021

Economia

Como manter a saúde mental em plena pandemia Por Tikinha Albuquerque

A Pandemia de COVID-19, é um fenômeno mundial de características ímpares, no sentido de sua extensão, velocidade de crescimento, impacto geral na vida da população, na educação e nos serviços de saúde, bem como, por ocorrer num contexto, onde temos acesso a muita informação, que ficam oscilando em curto espaço de tempo.

Postado em 03/05/2021 2021 19:15 , Economia. Atualizado em 03/05/2021 20:23

Tikinha Albuquerque Master Coach Escreve a Coluna Empreendedorismo para o JS Foto : Arquivo Pessoal

 

Vencer a Covid está sendo estressante A pandemia está sendo estressante para muitos de nós e as sensações de medo e ansiedade nos invadem e pode ser ainda piores para aqueles que de alguma maneira, precisam se manter em isolamento.

Cada um de nós reagimos de maneira diferente a situações estressantes. 

Como você responde à pandemia varia e depende de alguns fatores, como: sua maneira nata de encarar a sua própria história de vida, suas características particulares como resiliência e forma de olhar os pontos mais complexos, e do ambiente que está inserido, levando em consideração a sua comunidade.

 

 

Quais os sentimentos mais comuns nesse momento.

Devido o período de distanciamento social, quarentena ou isolamento, a redução de estímulos, perda de renda pela impossibilidade de trabalhar e alterações significativas na rotina, alguns sentimentos e reações são comuns, como:

  • Medo de ficar doente e morrer;
  • Medo de perder entes queridos, sentindo-se impotente em proteger as pessoas próximas;
  • Medo de perder a fonte de renda, por não poder trabalhar, ou ser demitido;
  • Sentimentos de desesperança, tédio, solidão e depressão devido ao isolamento e incertezas;
  • Raiva, frustração ou irritabilidade pela perda de autonomia e liberdade pessoal.

Entretanto, é possível manter a resiliência em meio ao caos e descobrir habilidades desconhecidas, para cada desafio, também emerge, consequências positivas como gosto de dizer: “toda situação, seja positiva ou negativa, deixa nosso aprendizado”. 

É importante estar atento e se orgulhar, por encontrar alternativas para lidar com cada uma das situações com o máximo de leveza possível e mantendo a resiliência. 

Dicas que podem ajudar a aumentar seu bem-estar neste momento

As dicas abaixo estão focadas no bem-estar psicológico das pessoas e associadas às recomendações médicas em relação a contenção da pandemia.

  • Planeje sua rotina mesmo que fique dentro de casa: mantenha regulares seus horários para levantar e se deitar; 
  • Se as notícias estão lhe desestabilizando, evite assistir e ler notícias exclusivamente sobre o tema, busque se informar sobre outros assuntos. Procure fontes do ministério da saúde, do governo local e organização mundial da saúde, por exemplo. Reserve um ou dois momentos do dia para se informar;
  • Foque em comportamentos preventivos que estão sob seu controle: lavar as mãos, manter distanciamento social, seguir rigorosamente as recomendações das autoridades de saúde;
  • Se estiver em trabalho remoto, faça pausas e se movimente durante o período de trabalho;
  • Controle emoções, frustrações e incerteza. Existem passos simples de serem praticados e trazem resultado positivo.

Em momento de estresse, realize uma passa e concentre-se em sua respiração. Durante 3 minutos inspire e expire. Perceba conscientemente como o ar circula pelo nariz e chega aos seus pulmões. Expire lentamente. Concentre-se na sua respiração. Este é um exercício realmente simples que ajuda a acalmar e diminui o estresse. Pratique isso repetidamente, quanto mais você fizer, melhor funcionará.

Evite o uso de álcool e outras drogas;

Mantenha rotina com a sua higiene pessoal, alimentação e exercícios (na medida do possível). Isso é crucial na vida normal e ainda mais importante em tempos de crise. Seu corpo irá te agradecer! Corpo saudável, mente sã!

Organize armários, separe roupas e objetos para doação, faça aqueles pequenos reparos em casa; arrume fotos, limpe caixas de e-mails, organize arquivos do celular;

Se estiver em sofrimento intenso, busque ajuda profissional de psicólogos e psiquiatras: há profissionais e serviços disponíveis mesmo à distância.

Conctre-se no lado positivo 

Acima de tudo, faça um esforço e concentre-se no lado positivo. Reconecte-se com seus amigos e familiares. 

Use esse momento como período de reflexão e crescimento. E, acredite… Vai passar! 

***Esses pontos foram adaptados do site http://www.saude.df.gov.br/