Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 19 de junho de 2021

Cidades

Petrolina deve receber Gás Natural Veicular (GNV) em julho

Em um projeto inédito quando se trata do Sertão pernambucano, Petrolina começa a ofertar, a partir de julho, a opção de os motoristas da região abastecerem seus veículos com GNV. A ação será possível através da parceria entre a empresa Golar Power e a Copergás. E em julho, também, tem início a implantação de uma rede de gasoduto para que o município receba Gás Natural (GN). De acordo com Fábio Morgado, gerente de comercialização veicular e industrial da Copergás, “a importância do município na economia de Pernambuco foi fundamental para essa implantação”.

Postado em 14/05/2021 2021 12:34 , Cidades. Atualizado em 14/05/2021 12:34

Jornalista , Editor Antônio José em Cidades

Crédito é Marlon Diego/Divulgação

Em um projeto inédito quando se trata do Sertão pernambucano, Petrolina começa a ofertar, a partir de julho, a opção de os motoristas da região abastecerem seus veículos com GNV, assim como contar com a interligação dessa rede a três empresas do distrito industrial local.

Em julho, também tem início a segunda fase do processo de interiorização do gás natural na região, com o começo das obras de uma estação de regaseificação, onde o gás será convertido da forma líquida para a gasosa; uma estação de transferência de custódia e uma rede local de gasodutos. Após a conclusão da rede, todo o transporte do GNL, que é o gás em estado líquido, será feito pela Golar por via rodoviária, em caminhões-contêineres refrigerados, até Petrolina.



De acordo com o cronograma de obras da Copergás, até o fim deste ano, em dezembro, as obras dessa segunda fase devem ser concluídas, possibilitando a ampliação do fornecimento do gás natural para mais indústrias, postos de GNV e clientes comerciais e residenciais no município. “Com a conclusão da segunda fase, estará disponível para mais clientes, nos diversos segmentos em que o gás natural é empregado (industrial, comercial, residencial, veicular)” informou a Copergás.

Importância de Petrolina motivou escolha da Copergás

“O que motivou a chegada do Gás Natural em Petrolina foi a importância do município na economia de Pernambuco, com um importante crescimento comercial e industrial. Desta forma, a gente entende que essa implantação vai agregar muita eficiência na produção das atividades industriais e comerciais da cidade”, explica o gerente de comercialização veicular e industrial da Copergás, Fábio Morgado.

Expansão pode chegar às cidades vizinhas

A implantação da rede de gás em Petrolina deve permitir a expansão do gás para cidades vizinhas. “A partir de agora, se torna viável que também implantemos outros projetos de rede local, caso haja demanda, para as atividades comerciais e industriais em outras cidades da região”, afirma Morgado.

JS Cidades