Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 08 de dezembro de 2021

Política

O Fim de um ciclo da História Por Angelo Castelo Branco

Marco Maciel , o homem que fez da política uma missão de vida Parte discreto como viveu, um homem honrado e político exemplar .

Postado em 12/06/2021 2021 12:41 , Política. Atualizado em 12/06/2021 23:38

 

A morte de Marco Maciel depois de uma longa enfermidade que o excluiu prematuramente das atividades político partidárias nos deixa mais distante de um virtuoso ciclo de líderes que abdicaram de conquistas materiais ou pessoais e se dedicavam exclusiva e obstinadamente aos elevados interesses do país à luz da retidão, da ética e do rigor na gestão dos procedimentos administrativos.

 

Marco Maciel pertenceu a uma geração de republicanos liberais, cultores da lei e fiéis aos princípios da liberdade e dos direitos civis Soube, como poucos, lidar com a natureza da arte política do possível para salvaguardar o país de rupturas indesejadas e assegurar avanços graduais que se faziam necessários no rumo da redemocratização finalmente consagrada na carta constitucional de 1988.

 

Prestou um inestimável serviço à moderna História do Brasil ao lado de Tancredo Neves, Aureliano Chaves e Ulisses Guimarães tecendo uma delicada transição do período de governos militares para gestões democráticas eleitas pelo voto universal sem que uma única gota de sangue fosse derramada no país.

 

Suas relações republicanas isentas de preconceitos diante de quaisquer correntes ideológicas tornaram-no um conciliador nato. Foi presidente da Câmara dos Deputados, governador de Pernambuco, senador, duas vezes ministro de estado e finalmente vice-presidente da República nas duas gestões do também estadista Fernando Henrique Cardoso.

 

Marco Maciel deixa a vida sendo, desde muito tempo, um personagem relevante da história e um artífice do bem. Uma pessoa em quem o Brasil podia confiar com a serenidade e a certeza de que a nação estaria em boas mãos.