Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 08 de dezembro de 2021

Economia

Está mais caro comprar alimentos no Vale do São Francisco

Pesquisa de Custo da Cesta Básica realizada pelo Colegiado de Economia da Facape – Faculdade de Petrolina mostra  inflação de 4,21% em Juazeiro BA e  4.62%,  em Petrolina PE.    

Postado em 15/06/2021 2021 15:43 , Economia. Atualizado em 15/06/2021 15:43

Economista João Ricardo de Lima Prof. da Facape de Petrolina, escreve quinzenalmente sobre Economia & Negócios para o JS.

 

O Colegiado de Economia da FACAPE (Faculdade de Petrolina) realiza mensalmente a pesquisa do Custo da Cesta Básica. Na comparação dos meses de maio e abril, os dados mostraram uma inflação de 4,21% em Juazeiro/BA e de 4,62%, em Petrolina/PE. Considerando as informações das duas cidades agregadas, a inflação no período foi de 4,42%. Assim, um trabalhador do Vale do S. Francisco,  que recebeu um salário-mínimo de R$ 1.100,00, gastou 41,2% da renda com a compra de produtos da cesta básica. Isto significa que, após a aquisição da cesta básica de alimentos, restou  R$ 647,06 para gastar com as demais despesas (moradia, transporte, vestuário, saúde,  higiene e serviços pessoais). Observando entre agosto de 2020 e maio deste ano, em Juazeiro/BA os alimentos acumulam alta de 19,80%. Em Petrolina/PE, o acumulado é de 27,97%, ou seja, os valores são elevados! 

 

Pesquisa Realizada Mostra que Cesta Básica é Mais Cara em Petrolina

A pesquisa do custo da Cesta Básica estimou o valor no mês de maio de 2021 em R$ 438,46 para Juazeiro/BA e, em Petrolina/PE, R$ 467,42, ou seja, a cesta na cidade pernambucana é mais cara do que na baiana. o tomate, a carne e a margarina foram produtos com preços mais elevados no mês de maio, principalmente o tomate. O mês de maio foi mais frio nas regiões produtoras e isto atrasou a maturação, reduzindo a oferta e fazendo o preço subir. Em relação à carne bovina,  três fatores são relevantes para esse aumento,  a taxa de câmbio,  que estimula as exportações, os custos de produção que aumentaram, devido à seca no Centro-Oeste,  que elevou os preços do milho e ainda uma redução na oferta de animais para o abate.



A entressafra do leite e os maiores custos de produção levaram ao aumento da margarina. Contudo, A entressafra do leite e os maiores custos de produção levaram ao aumento da margarina em Juazeiro/BA e de 64% em Petrolina/PE. Existe muita diferença  entre os preços coletados nos estabelecimentos comerciais, que variam  durante os dias do mês. Assim, os consumidores precisam ficar atentos e pesquisar,  para poder economizar, já que neste ano de pandemia,  muitas pessoas tiveram redução de salários, parcial ou total e,  os preços dos alimentos cresceram muito.

 

Quem é João Ricardo Lima: Doutor em Economia Aplicada. Coordenador da Pesquisa sobre a evolução da Pandemia no Vale do São Francisco realizada pelo Colegiado de Economia da Faculdade de Petrolina (FACAPE).

 

mao