Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 08 de dezembro de 2021

Cidades

Sertão reforça coleta de DNA de parentes de desaparecidos para cadastro em banco de dados

As Unidades de Polícia Científica do Sertão de Pernambuco estão engajadas na Campanha Nacional de Coleta de DNA de Familiares de Pessoas Desaparecidas, que acontece de 14 a 18 de junho em todo o país. No Sertão de Pernambuco, a coleta pode ser feita nas unidades de Salgueiro, no Sertão Central; Ouricuri, no Sertão do Araripe; Petrolina, no Sertão do São Francisco; Arcoverde, no Sertão do Moxotó; e Afogados da Ingazeira, no Sertão do Pajeú. A doação de DNA pode ser feita por parentes de primeiro grau (pai, mãe, irmãos e filhos) de desaparecidos. Os dados genéticos são incluídos no Cadastro de Perfil Genético do banco de dados estadual e nacional, facilitando a localização de pessoas desaparecidas através do cruzamento de dados. De acordo com o perito criminal e chefe da unidade de Salgueiro, Luiz Gonzaga de Andrade, ouvido por nossa reportagem, informou que a doação pode ser agendada e realizada em qualquer período do ano em todas as unidades de Polícia Científica. 

Postado em 18/06/2021 2021 08:58 , Cidades. Atualizado em 18/06/2021 08:58

Jornalista ,

Polícia Científica do Sertão de Pernambuco Foto Divulgação

 

As Unidades de Polícia Científica do Sertão de Pernambuco estão engajadas na Campanha Nacional de Coleta de DNA de Familiares de Pessoas Desaparecidas. Lançada em maio deste ano, a campanha tem como objetivo ampliar a coleta de DNA e a inclusão de informações nos bancos de perfis genéticos da Polícia Científica.

 

Unidades de Polícia Científica no Sertão

No Sertão, a coleta de material genético acontece de 14 a 18 de junho, nas unidades da Polícia Científica de Salgueiro, no Sertão Central; Ouricuri, no Sertão do Araripe; Petrolina, no Sertão do São Francisco; Arcoverde, no Sertão do Moxotó; e Afogados da Ingazeira, no Sertão do Pajeú.

“Estamos realizando coleta de material genético (saliva) de parentes de pessoas desaparecidas e precisamos chegar ao máximo de pessoas para conseguir o maior número de amostras. Esse projeto é nacional e assim o material coletado aqui vai ser comparado com material fornecido por diversas unidades espalhadas pelo Brasil. Isso aumenta muito as chances de uma família que possui alguém desaparecido conseguir localizar a pessoa”, explicou o perito criminal Luiz Gonzaga de Andrade, chefe da Unidade de Polícia Científica do Sertão Setentrional, com sede em Salgueiro. 

Após a campanha nacional, a coleta poderá ser realizada em qualquer época do ano e completamente indolor. “O agendamento pode ser feito a qualquer momento, basta a pessoa que for parente em primeiro grau do desaparecido entrar em contato com as unidades que a coleta será realizada. E é indolor, basta uma amostra de saliva, já é suficiente”, complementou Luiz Gonzaga. 

 

Quem pode doar 

De acordo com a campanha, a coleta do material genético permite de forma mais ágil o cruzamento com as pessoas encontradas. A doação do material genético pode ser feita por dois familiares em primeiro grau (pai, mãe, filhos e irmãos) da pessoa desaparecida. O DNA do desaparecido é ainda mais eficiente para a busca, e os familiares podem colaborar entregando itens de uso pessoal do desaparecido, como escova de dente, aparelho ortodôntico, dente de leite e cordão umbilical. 

 

Agendamento 

Os parentes em primeiro grau de pessoas desaparecidas podem agendar a coleta do DNA ou buscar informações através do telefone: (81) 3183-5388. No Sertão, o agendamento pode ser feito diretamente nas unidades:

Salgueiro: Rua Joaquim Sampaio, 279 (ao lado da Delegacia de Polícia Civil) – Telefone: (87) 3871-8585.

Ouricuri: Rua Luiz Gonzaga do Nascimento, 260 – Telefone: (87) 999671903.

Afogados da Ingazeira: Rua Valdevino José Praxedes, S/Nº, B. Manoela Valadares – Telefone: (81) 9 9488-7565 e (81) 9 9488-3601.

Arcoverde: Rua Sebastião de Souza Ferraz, 96, São Miguel – Telefone: (87) 2159-0322.

Petrolina: Av. Sete de Setembro, s/n, Jardim Maravilha, Petrolina-PE CEP: 56306- 610. Telefone: (87) 3866-6583.