Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 24 de novembro de 2021

Culinária

Empadão de Carne de Sol à Moda Sertaneja

Empadão de Carne de Sol à Moda Sertaneja, um prato que não pode faltar nas mesa dos sertanejos durante as comemorações juninas. 

Postado em 20/06/2021 2021 11:36 , Culinária. Atualizado em 20/06/2021 11:53

Jornalista ,

 

Dando continuidade as receitas do mês de junho trazemos hoje a a sugestão da Chef Pernambucana Maria Augusta radicada em Petrolina.

A chef Maria Augusta  compartilha conosco um delicioso Empadão de Carne de Sol à Moda Sertaneja, um prato que passou a fazer parte da  mesa  do Sertaneja nas comemorações juninas.

 

Chef Maria Augusta

 

Empadão de Carne de à moda Sertanja
Massa:
550gr de farinha de trigo
350 GR de margarina de boa qualidade ou manteiga
1 ovo
1 colher de sopa de água
1 colher de chá de sal

Mistura tudo muito bem até formar uma massa única! Coloca em saco plástico e deixa descansar em geladeira por 20 min.

Recheio:
500gr de carne de sol dessalgada, cozida em panela de pressão por 40 min e desfiada
1 cebola média bem picada
40 ml de manteiga de garrafa
200gr de requeijão cremoso

Refoga a cebola com a manteiga até murchar. Acrescenta a carne de sol até fritar um pouco. Desliga o fogo e incorpora o queijo cremoso. Deixa esfriar.

Abre a massa na forma de empadão, deixando um parte para cobrir a parte de cima. Coloca o recheio e em seguida a tampa do empadão com a massa que restou. Pincela com gema e coloca para assar em forno a 180 graus pré aquecido até dourar muito bem!

 

Sobre a chef Maria Augusta

A curiosidade pela cozinha começou muito cedo através de uma tia. Maria Augusta cresceu vendo o amor dessa tia por cozinhar. Natural do Recife, aos 25 anos de idade, o Vale do São Francisco entrou de vez na vida da empresária. Logo após se casar, Augusta veio morar em Petrolina onde sua vida foi transformada. Tentou conciliar os filhos pequenos com os negócios, mas a família acabou sendo priorizada.

Anos depois, Maria Augusta, que até então era autodidata na cozinha, resolveu fazer todos os cursos possíveis em grandes cidades, como Salvador-BA e São Paulo-SP, até se tornar uma chef de cozinha. Hoje ela atua como consultora, ajudando na abertura e organização de bares e restaurantes, mas o seu grande xodó é o delivery, negócio que ela abriu durante a pandemia e que agora será ampliado.

“Não vou me desfazer dele mais de forma alguma. Pelo contrário, meus projetos continuam, inclusive as consultorias que já retornei e estou fazendo duas agora. E pretendo ampliar o delivery com a rotisseria (estabelecimento que oferecem antepastos, refeições, molhos e sobremesas, tudo pronto ou semipronto). Nesse caso, agora vou partir para implantação de um empreendimento meu”, assegurou a chef Maria Augusta.