Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 04 de agosto de 2021

Política

A Importância da Preservação do Meio Ambiente para a Vida Humana Por Aluísio Sampaio

De acordo com o Ministério do Meio Ambiente, mais de 40% da Caatinga foi desmatada e cerca de 13% do território do semiárido vem sofrendo com processos de desertificação.

Postado em 02/07/2021 2021 11:31 , Política. Atualizado em 02/07/2021 12:21

Colunista

 

Especialista em Gestão Pública, Aluísio Sampaio escreve quinzenalmente a coluna “Políticas Públicas”,

O único bioma exclusivamente brasileiro, a Caatinga, ocupa uma área de 850.000 km², abrangendo 11% do território nacional, estando presente em todos os estados nordestinos e região norte de Minas Gerais.

Considerado um dos biomas mais importantes, abriga uma enorme biodiversidade, não encontrada em nenhuma outra região do planeta, como também, possui a maior densidade populacional do mundo.

Apesar disso, a Caatinga vem sofrendo ao longo do tempo, uma intensa degradação, tanto no espaço urbano, como rural, com desmatamento, ocupação desordenada e práticas agrícolas insustentáveis, sendo o bioma menos protegido do país. Com todo esse agravamento, em diversas áreas do semiárido brasileiro, processos de desertificação vêm ocorrendo, sendo prejudicial e irreversível para a sua biodiversidade.

De acordo com o Ministério do Meio Ambiente, mais de 40% da Caatinga foi desmatada e cerca de 13% do território do semiárido vem sofrendo com processos de desertificação.

Em busca de colaborar com a preservação do bioma, vem o exemplo da cidade de Floresta, com uma população estimada em 33.184 habitantes, situada na Região Sertão de Itaparica, distante 433 km da Capital Pernambucana, Recife, conhecida nacionalmente como a Terra dos Tamarindos”, “Terra do Bode”, e principalmente, “Floresta do Navio”, um dos maiores produtores de tomate e melancia do país e sendo ponto de partida do Eixo Leste do Projeto de Integração do Rio São Francisco, a Prefeitura, por meio da Secretaria de Produção Rural, Meio Ambiente e Recursos Hídricos, criou o programa de arborização “Floresta Que Te Quero Verde”.

O programa visa fortalecer a qualidade ambiental e proporcionar ambientes mais saudáveis e de bem-estar, na zona urbana e rural, com o plantio de árvores em avenidas, praças e calçadas, como também, em qualquer instituição pública ou estabelecimento comercial da cidade.



O Programa funciona da seguinte maneira

A população entra em contato por meio do “ZAP VERDE: (87) 9 9117-0503”, um canal exclusivo e gratuito para solicitar o plantio de árvores, onde uma equipe técnica vai até o local do chamado para averiguar o espaço a ser plantado, analisar qual a melhor espécie de árvore, apresenta as variedades e o cidadão escolhe de acordo com sua preferência e posteriormente, é realizado o plantio e orientações quanto aos cuidados são repassados.

Aos poucos, o município vai se transformando em um canteiro ambiental. As espécies mais solicitadas e plantadas são o Ipê-roxo, Flamboaiã, Pau d’Arco e o Tamarindo. A expectativa do programa é que cerca de 5.000 árvores sejam plantadas nos próximos 3,5 anos.

Uma política pública importante, por parte do governo municipal, com relação ao meio ambiente, que traz vários benefícios, como locais sombreados, redução da temperatura e dispersão de poluentes, aumento da umidade do ar, entre outras melhorias, tornando uma cidade mais agradável, saudável e confortável.

 

Quem é Aluísio Sampaio: Sertanejo Pernambucano, da Capital do Vaqueiro, Serrita, é Mestre em Dinâmicas de Desenvolvimento do Semiárido pela Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF). Especialista em Gestão Pública Municipal e Saúde, também pela UNIVASF. Possui extensão em Empreendedorismo pela Universidade Estadual do Ceará (UECE), e Inovação e Difusão Tecnológica pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Graduado em Computação pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), e Administração, pela Universidade Norte do Paraná (UNOPAR). Técnico em Recursos Humanos pela Escola Técnica Estadual Professor Antônio Carlos Gomes da Costa (ETEPAC), e Logística, pela Escola Técnica Estadual Professor Agamemnon Magalhães (ETEPAM). Bolsista de Pesquisa e Desenvolvimento no Projeto “AGRITECH.NE”, na Embrapa Semiárido. Entusiasta do desenvolvimento econômico, social e ambiental. Instagram: @aluisio_sampaio

 

mao