Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 21 de setembro de 2021

Política

A importância de ações municipais para atenuar os efeitos da pandemia de COVID-19

A pandemia de COVID-19 vem ocasionando inúmeros impactos, principalmente no que diz respeito a saúde mental das pessoas, como angústia, tristeza e preocupação.

Postado em 30/07/2021 2021 17:23 , Política. Atualizado em 30/07/2021 17:42

Colunista

Especialista em Gestão Pública, Aluísio Sampaio escreve quinzenalmente a coluna “Políticas Públicas”,

No país, até o momento, foram contabilizados 19.838.909 casos de coronavírus e 554.626 óbitos, de acordo com o balanço realizado em 29/07/2021, pelo consórcio de veículos de imprensa, composto pelo G1, O Globo, Extra, O Estado de São Paulo, Folha de São Paulo e UOL, por meio de dados fornecidos pelas secretarias estaduais de saúde. Uma situação sem precedentes na história recente das epidemias, desestruturando inúmeras famílias e levando todas as esferas governamentais a buscarem iniciativas para diminuir as consequências ocasionadas pela pandemia. Na capital pernambucana, Recife, por exemplo, o governo municipal criou o programa “Auxílio Municipal Emergencial (AME)”, para beneficiar de modo financeiro, com valores que variam entre R$ 50,00 e R$ 150,00 reais, por dois meses, maio e junho, cerca de 30 mil famílias em situação de pobreza ou extrema pobreza, cadastradas no Cadastro Único (CadÚnico). O investimento é na ordem R$ 6,5 milhões, amparando 120 mil pessoas.

Programa de auxílio emergencial

 

Outro caso vem da cidade de Petrolina, conhecida nacionalmente e internacionalmente, situada no interior do Estado de Pernambuco, na Região Sertão do São Francisco, distante aproximadamente 700 km da capital, com uma população estimada em mais de 350 mil habitantes, que ao longo de sua trajetória, com muito trabalho e dinamismo, sendo referência em vários aspectos de desenvolvimento no estado, país e até mesmo para o mundo, como, por exemplo, a melhor cidade do estado para empreender e com a melhor qualidade de vida do nordeste, a segunda melhor cidade do Brasil no agronegócio e uma das poucas do mundo a proporcionar até 03 safras de frutas por ano, intitulada como a “Califórnia Sertaneja”, vem despontando novamente em cenário nacional. A prefeitura, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos (SEDESDH), criou um programa de auxílio emergencial abrangendo famílias que perderam parentes para a COVID-19 e famílias em situação de pobreza e extrema pobreza, o programa “Petrolina Bem”.

 

Auxílio Emergencial Petrolina Bem.

O auxílio emergencial municipal, Petrolina Bem, consiste em ajudar financeiramente com três parcelas no valor de R$ 250,00 reais, dois grupos, um constituído por famílias que perderam seus entes queridos para a COVID-19, e outro grupo, composto por famílias em situação de pobreza e extrema pobreza, inscritos no CadÚnico, mas que são desassistidos pelo Bolsa Família.Para se ter uma ideia do impacto do Petrolina Bem, serão favorecidas mais de 2.000 famílias. O investimento municipal é de mais de 1 milhão de reais, atendendo mais de 6.000 pessoas. O pagamento da primeira parcela será realizado no início do mês de agosto e finalizado em outubro, por meio de um cartão magnético, entregue em casa, contendo o nome dos beneficiários.Vale destacar que Petrolina é o primeiro município brasileiro a conceber um auxílio financeiro contemplando dois públicos distintos e também, ocupa a liderança nacional das cidades com a menor taxa de mortalidade por COVID-19 a cada 100 mil habitantes.Em tempo de pandemia, com muita dor e tristeza, pelo falecimento de modo abrupto de pessoas e também, retração econômica, desemprego e carência das mais diversas, todo auxílio é importante, para amenizar a circunstância complexa que estamos vivenciando.

 

“Quem é Aluísio Sampaio: Sertanejo Pernambucano, da Capital do Vaqueiro, Serrita, é Mestre em Dinâmicas de Desenvolvimento do Semiárido, pela Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF). Especialista em Gestão Pública Municipal e Saúde, também pela UNIVASF. Possui extensão em Empreendedorismo pela Universidade Estadual do Ceará (UECE), e Inovação e Difusão Tecnológica pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Graduado em Computação pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), e Administração, pela Universidade Norte do Paraná (UNOPAR). Técnico em Recursos Humanos pela Escola Técnica Estadual Professor Antônio Carlos Gomes da Costa (ETEPAC), e Logística, pela Escola Técnica Estadual Professor Agamemnon Magalhães (ETEPAM). Bolsista de Pesquisa e Desenvolvimento no Projeto “Agritech.NE”, na Embrapa Semiárido. Entusiasta do desenvolvimento econômico, social e ambiental. Instagram: @aluisio_sampaio E-mail: sampaioaluisio@hotmail.com