Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 21 de setembro de 2021

Cultura

O Sertão Vai Virar Mar POR BRUNO ALEXANDRE

O Sertão é um paraíso repleto de encantos e mistérios que seguem  de geração a geração  fomentando por meio de contos a cultura  do seu povo.

Postado em 30/07/2021 2021 12:51 , Cultura. Atualizado em 30/07/2021 14:51

Jornalista , Editor Antônio José em Cultura

Bruno Alexandre
Professor e Escritor
Colunista do Jornal do Sertão

 

Devota do Frei

Já dizia o poeta “E passo a passo, vai cumprindo a profecia do beato que dizia que o sertão ia alagar.” A famosa música intitulada Sobradinho, do Trio Nordestino, representa bem um causo que minha vó vez ou outra contava para a gente nas noites de calor. Ela era devota fiel do Frei Damião, recordo-me claramente de um quadro do Frei que recebia as visitas estampado bem na entrada da sala. Pois bem, ela nos contava que o Frei andava muito pelo Nordeste e nessas andanças fazia muitas profecias. 

Divulgação

 

A profecia 

Dentre as diversas histórias que minha vó nos contava sobre as tais profecias do Frei, uma delas sempre me chamou atenção pelo entusiasmo que ela nos relatava. Segundo minha vó, em uma dessas andanças, Frei Damião havia dito que um dia Petrolina veria uma chuva tão forte, mas tão forte, que as águas do rio São Francisco,  transbordariam, inundando a cidade. Seria uma cheia tão intensa, que as águas cobririam até a torre do relógio da Catedral de Petrolina, deixando só a pontinha de fora. Desde o dia que ouvi este causo pela primeira vez, lembro-me bem de querer aprender a nadar, afinal, tinha que estar pronto para tal acontecimento. Agora, toda vez que chove, eu penso que essa pode ser a chuva que fará a profecia se cumprir. 

O velho Chico

O rio São Francisco, ou rio da integração, como é conhecido, é cercado por histórias e mistérios durante todo o seu percurso. Histórias de criatura como a mãe D’água, o nego D’água e de carrancas protetoras de pescadores, tem como cenário principal o Chico, como é chamado carinhosamente. Com isso, encerramos esse mês dedicado totalmente a um dos rios mais importantes do Brasil.