Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 22 de outubro de 2021

Ciência e Tecnologia

Outubro começa com a expectativa para aprovação do primeiro remédio oral contra a Covid-19

O medicamento molnupiravir, da Merck Sharp & Dohme (MSD), é capaz de diminuiu em cerca de 50% a chance de hospitalização ou morte de pacientes com risco de desenvolver doenças graves.

Postado em 04/10/2021 2021 12:50 , Ciência e Tecnologia, Saúde. Atualizado em 04/10/2021 13:49

O mês de outubro começa com esperança. Um remédio experimental pode ajudar no combate à covid-19. Segundo informações da Agencia Reuters, o medicamento molnupiravir, da Merck Sharp & Dohme (MSD), é capaz de diminuiu em cerca de 50% a chance de hospitalização ou morte de pacientes com risco de desenvolver doenças graves.

Divulgação/ Merck

O resultado provisório de testes clínicos foi anunciados nesta sexta-feira (1º/10). Agora, o próximo passo do fabricante do remédio é solicitar uma autorização de uso emergencial nos Estados Unidos e encaminhar pedidos a agências reguladoras de todo o mundo.

Resultados
De acordo com o estudo da Merck, dos 775 pacientes, 7,3% dos que receberam molnupiravir foram hospitalizados ou morreram até 29 dias após o tratamento. Dos que receberam placebo, 14,1% foram hospitalizados ou morreram até 29 dias de testes. Além disso, não houve mortes no grupo de molnupiravir, mas houve oito entre pacientes com placebo.

Como funciona?
O medicamento foi criado para introduzir erros no código genético do coronavírus, impedindo que ele se reproduza. Se aprovado, o remédio será o primeiro antiviral oral para covid-19.