Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 24 de outubro de 2021

Política

Com as novas regras eleitorais promulgada, Veja o que muda nas eleições 2022

O primeiro turno das eleições será realizado no dia 2 de outubro de 2022

Postado em 09/10/2021 2021 21:29 , Política. Atualizado em 09/10/2021 21:41

Jornalista , Editor Antônio José em Política

No dia 2 de outubro de 2022 os brasileiros voltaram às urnas para escolher presidente, vice-presidente, governador, vice-governador, deputados federal e estadual, além de senador. No entanto, haverá mudanças no pleito. As regras foram promulgadas recentemente pelo Congresso Nacional. Confira as principais alterações pontuadas pela Agência Brasil.

Divulgação

Datas

O primeiro turno será dia 2 de outubro. Já o segundo, ocorrerá no dia 30 do mesmo mês.

A emenda à Constituição modificou o dia da posse do presidente da República para 5 de janeiro e dos governadores para 6 de janeiro a partir de 2027. Atualmente, presidente e os governadores tomam posse no dia 1º de janeiro. No caso da próxima eleição, em 2022, a data de posse em 2023 permanecerá no primeiro dia do ano.

Fidelidade partidária

As novas regras permitem que parlamentares que ocupam cargos de deputado federal, estadual e distrital e de vereador possam deixar o partido pelo qual foram eleitos, sem perder o mandato, caso a legenda aceite. O texto permite ainda que partidos que incorporem outras siglas não sejam responsabilizados pelas punições aplicadas aos órgãos partidários regionais e municipais incorporados e aos antigos dirigentes do partido incorporado, inclusive as relativas à prestação de contas.

Fundo eleitoral

Em 2022, o Fundo Especial de Financiamento de Campanha – chamado de fundo eleitoral – terá R$ 5,7 bilhões. Esse é o valor previsto para o financiamento de campanhas políticas.

Fundo Especial

Já o Fundo Especial de Assistência Financeira aos Partidos Políticos ou fundo partidário é destinado às siglas que tenham seu estatuto registrado no Tribunal Superior Eleitoral e prestação de contas regular perante a Justiça Eleitoral. Distribuído anualmente, o fundo partidário deve alcançar R$ 1,2 bilhão em 2022 e R$ 1,65 bilhão em 2023.