Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 21 de outubro de 2021

Educação

Novo programa estadual promete combater a evasão escolar em Pernambuco

O Monitoria PE foi lançando nesta quarta-feira (13), no Palácio das Princesas, pelo governador Paulo Câmara

Postado em 13/10/2021 2021 14:50 , Educação. Atualizado em 13/10/2021 14:54

Em Pernambuco, a evasão escolar foi agravada pela pandemia. (foto: getty images)

A evasão escolar sempre foi um problema a ser resolvido no Brasil. E, com a pandemia, essa problemática foi ainda mais agravada. Por isso, o Governo de Pernambuco lançou o Programa Monitoria PE. A iniciativa se divide em Monitoria de Busca Ativa e Monitoria de Aprendizagem.

Monitoria de Busca Ativa

Esse eixo do programa tem investimento de R$ 568 mil e visa resgatar os estudantes que, dentro do contexto da pandemia, se afastaram do ambiente escolar. Entre os critérios exigidos está à disponibilidade para jornada de 20h semanais e, preferencialmente, ser egresso da rede estadual. Neste caso, os monitores receberão uma bolsa de R$ 800.

Monitoria Aprendizagem

O investimento de mais de R$ 4 milhões apenas neste ano, com objetivo de estimular os estudantes com lacunas de aprendizagem neste momento de retomada das aulas presenciais. Ao todo, estão sendo disponibilizadas 7.128 vagas de monitor para todas as escolas do Estado. As turmas do 9º ano do Ensino Fundamental e do 3º ano do Ensino Médio terão dois monitores, um para Língua Portuguesa e um para Matemática.

 

 

Os monitores serão alunos do 9º ano do Ensino Fundamental e do 3º ano do Ensino Médio, e receberão uma bolsa no valor de R$ 200. “Esses estudantes terão como atribuição socializar os conhecimentos com aqueles colegas que têm dificuldades em determinados conteúdos. Para poder se candidatar à monitoria, o aluno deve ter média acima de sete e disponibilidade de tempo. Esse aluno vai passar por um processo seletivo dentro da escola para poder ser escolhido”, detalhou o secretário de Educação e Esportes, Marcelo Barros.