Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 02 de dezembro de 2021

Últimas Notícias

Santa Maria da Boa Vista discute exigência de vacinação para servidores públicos e beneficiados por programas sociais  

Prefeitura do município vai discutir formatação de novo decreto nesta quarta-feira (03).

Postado em 02/11/2021 2021 10:41 , Últimas Notícias. Atualizado em 02/11/2021 11:03

Jornalista ,

Prefeitura do município vai discutir formatação de novo decreto nesta quarta-feira, 03. (foto: Reprodução Youtube)

Mais uma cidade sertaneja anunciou restrições para os moradores que se recusarem a tomar vacina contra a Covid-19. Depois de Sertânia, no Sertão do Moxotó, agora Santa Maria da Boa Vista, na região do São Francisco, está com um novo decreto em fase de elaboração.

Segundo o prefeito, George Duarte, a ideia é que os servidores públicos e os beneficiários de programas sociais, como o Bolsa Família e o Seguro Safra, só possam receber salário ou benefício se estiverem vacinados. “O nosso jurídico já analisa essa questão. Estamos numa guerra contra um inimigo invisível e poderoso e, por isso, precisamos utilizar todas as medidas possíveis para vencer a COVID. Em breve, anunciaremos como, quando e onde essas pessoas precisarão comparecer para comprovar a vacinação. Apenas com uma união entre o poder público e a população é que conseguiremos virar essa página”, justificou o gestor.

O assunto vai ser discutido nesta quarta-feira (03), com a participação de representantes da sociedade, além de vereadores, membros do Conselho Municipal de Saúde, servidores do Ministério Público e integrantes da Gerência Regional de Saúde (GERES).

Lei criada e aprovada em Sertânia

Em Sertânia, a Lei nº 1.743/2021, aprovada pela Câmara de Vereadores e sancionada pelo prefeito Ângelo Ferreira, garante que os servidores públicos municipais, da administração direta e indireta, que não apresentarem o comprovante de vacinação contra a Covid-19 poderão ter seus salários suspensos. Além disso, aqueles que não comprovarem terem sido vacinados, ao menos com a primeira dose, serão impedidos de permanecer em seus locais de trabalho.

No entanto, a restrições não são apenas para servidores públicos. Quem se recusar a ser imunizado contra a Covid-19 não poderá se inscrever em concurso e nem ser empossado em função pública municipal; nem participar de concorrência pública ou administrativa junto ao município; não pode renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo município; e os estudantes não-vacinados podem fazer uso de serviço de transporte escolar.