Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 03 de dezembro de 2021

Saúde

Municípios sertanejos iniciam aplicação de 3ª dose para pessoas a partir de 55 anos

O intervalo entre a aplicação das doses foi reduzido para 120 dias (4 meses)

Postado em 10/11/2021 2021 18:00 , Saúde. Atualizado em 10/11/2021 16:53

Jornalista ,

A dose reforço deve ser aplicada 120 dias depois da segunda dose ou da dose única. (foto: divulgação SMBV)

Os municípios de Santa Maria da Boa Vista, no Sertão do São Francisco, e Bodocó, no Sertão do Araripe, reduziram a faixa etária para aplicação de terceira dose. Agora o público-alvo são pessoas a partir de 55 anos.

Em Santa Maria da Boa Vista

Em Santa Maria, além de anunciar redução na idade, também foi reduzido o intervalo para recebimento de 3ª dose da vacina contra a Covid-19. A partir de agora, pessoas de 55 anos ou mais também serão contempladas, devendo observar um intervalo de 120 dias contados da 2ª dose. As imunizações já estão acontecendo nas unidades de saúde da sede e interior.

Até o momento, Santa Maria da Boa Vista já aplicou mais de 45 mil doses de vacinas.

Em Bodocó

A Prefeitura de Bodocó também iniciou nesta quarta-feira (10) a aplicação da 3ª dose da vacina contra a Covid-19 em pessoas com 55 anos ou mais e reduz o intervalo entre a aplicação das doses para 120 dias (4 meses). Para receber o imunizante, o público residente na sede de Bodocó deve procurar o Centro Covid. Já a população da zona rural, pode receber o imunizante nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) de Jardim, Sipaúba, Feitoria, Cupim, Cacimba Nova e no anexo da Vila Né Camilo. Lembre-se de apresentar o CPF e o Cartão de Vacinação.

Até então, a 3ª dose estava disponível apenas para os idosos com 60 anos ou + e os trabalhadores de saúde com intervalo de seis meses entre a 2ª e 3ª dose. O reforço também já está sendo aplicado nas pessoas imunossuprimidas após 28 dias a contar da última dose recebida.

Em Bodocó, a Secretaria de Saúde já atingiu a meta de disponibilizar a primeira dose para toda a população vacinável, ou seja, com 12 anos de idade ou mais. Mais de 34 mil doses já foram aplicadas.