Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 08 de agosto de 2022

Política

Polêmicas e confrontos à frente no cenário eleitoral

A partir de agora todas as declarações e silêncios dos candidatos a presidente da República serão meticulosamente acompanhados pela grande mídia e certamente alimentarão também muitas versões infundadas e Fake News pelas redes sociais. Inclusive, duas notas importantes já absorveram as atenções dos formadores de opinião.

Postado em 09/01/2022 2022 08:14 , Política. Atualizado em 09/01/2022 08:41

Angelo Castelo Branco Jornalista e Escritor

Coube ao candidato Lula protagonizar uma espécie de balão de ensaio em artigo publicado e atribuído ao ex-ministro da Economia de Dilma Rousseff, o longevo Guido Mantega, em que ele expõe supostas diretrizes da igualmente suposta política econômica do eventual terceiro governo liderado pelo ícone petista.

Panos mornos

As reações não tardaram. O legado do período Dilma-Mantega não foi positivo tendo em vista o desastre gerador de 12 milhões de desempregos e uma cascata de falências e de quebradeiras de empresas em todo o país. O voo de fênix de Mantega assustou o mercado e o PT tratou de aplicar panos mornos antes que o estrago fosse maior.

Se eleito como primeiro político da história a exercer um terceiro mandato presidencial regular pela via das urnas democráticas, a tarefa de Lula para a escolha de ministros não vai ser fácil. Muitos de seus mais próximos colaboradores tiveram a credibilidade fortemente abalada em denúncias e processos movidos pela Lava Jato e alguns foram presos e continuam sub judice. Lula vai pisar em ovos para não assustar o mercado e afugentar investidores que, na verdade, são os mais importantes condutores de qualquer economia liberal.

Enquanto isso… 

Às voltas com as polêmicas de sempre e dono de uma visão de estado mais próxima do subúrbio do que das complexidades que desafiam chefes de estado – ele discute abertamente com jornalistas e com críticos, ao invés de evitar confrontos que só trazem desgastes – Bolsonaro segue criando problemas notadamente em temas que dizem respeito à ciência e não a titulares de cargos públicos. Aliás, neste aspecto tanto ele quanto a CPI da Covid deram péssimos exemplos à sociedade.

Ao sair do hospital depois de mais uma obstrução intestinal, Bolsonaro apimentou o debate ao dizer que o seu rival Lula já está nomeando titulares para a presidência de bancos oficiais e de cargos estratégicos para mais uma eventual temporada do PT no Palácio do Planalto. Ao mesmo tempo, um novo delegado da Polícia Federal assume a reabertura do igualmente polêmico processo da facada de Délio Bispo. Vamos ter um ano repleto de confrontos de alto impacto.