Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 09 de abril de 2024

Saúde

Cidades do Sertão apresentam balanço do primeiro ano de vacinação contra a Covid-19

Petrolina e Lagoa Grande completaram um ano de campanha nesta quarta-feira (19).

Postado em 20/01/2022 2022 06:30 , Saúde. Atualizado em 19/01/2022 23:36

Colunista
Jornalista ,

Petrolina e Lagoa Grande completaram um ano de campanha nesta quarta-feira (19). (foto: divulgação)

A vacinação contra a Covid-19 completou um ano de campanha. Por isso, duas cidades do Sertão divulgaram balanço da imunização ao longo desses 365 dias.

Petrolina

No dia 19 de janeiro de 2021 Petrolina aplicava a primeira dose do imuno contra a COVID-19. Ao longo desse um ano de vacinação, mais de 270 mil pessoas já receberam a primeira dose da vacina, deste total, mais de 93% estão com o esquema vacinal completo, ou seja, receberam as duas doses. Até agora, Petrolina ultrapassou a marca de 533 mil doses aplicadas.

Para que essa marca fosse alcançada, inúmeras estratégias tiveram que ser montadas pela Secretaria de Saúde para atender as demandas e vacinar o mais breve possível os públicos preconizados. Dentro das medidas adotadas, foram seguidos os critérios de prioridade de vacinação, iniciado com profissionais de saúde, idosos em abrigos, passando pela população em geral seguindo a faixa etária, chegando até o público de 12 anos.

Esta semana, desde a última segunda-feira (17), um novo grupo foi inserido na vacinação, agora crianças de 5 a 11 anos também já podem ser imunizadas.

Lagoa Grande

O município de Lagoa Grande também completou um ano nesta quarta-feira. A Capital da Uva e do Vinho contabilizou, até o último dia 18 de janeiro, 35.700 doses aplicadas, das quais 18.111 foram de primeira dose, 14.773 de segunda, 2.544 da dose de reforço e 272 dose única incluindo a de reforço.

Levando em consideração a população então elegível para vacinação, ou seja, acima dos 12 anos, 95% dos lagoagrandenses receberam a primeira dose do imunizante, 77% concluíram o esquema vacinal com segunda dose e 14% tomaram a dose de reforço.