Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 03 de março de 2024

Economia

VOCÊ (ES) COLHE – O QUE PLANTA!

  Você está satisfeito com seus resultados? “Toda causa tem seu efeito, todo o efeito tem sua Causa … lei causa e efeito.” Se você planta batata, nunca irá colher morangos, concorda? É insano fazer as mesmas coisas e esperar resultados diferentes. Se espera resultados diferentes, saiba que impreterivelmente deverá rever as suas escolhas e […]

Postado em 08/03/2023 2023 11:18 , Economia. Atualizado em 08/03/2023 11:18

 

Você está satisfeito com seus resultados?

“Toda causa tem seu efeito, todo o efeito tem sua Causa … lei causa e efeito.” Se você planta batata, nunca irá colher morangos, concorda?

É insano fazer as mesmas coisas e esperar resultados diferentes.

Se espera resultados diferentes, saiba que impreterivelmente deverá rever as suas escolhas e o que define como prioridade.

Um ponto de extrema relevância: Falta de tempo é desculpas para aquilo que não está definido como prioridade.

Como assim?

Vamos para prática:

Ir para academia amanhã cedo.

Programação: Deitar às 23:00 horas e acordar às 06:00 horas.

Realidade X Expectativa:

Janta, olhadinha nas redes sociais, aquela “pequena maratonada na série” ou o capítulo da novela, mais uma olhadinha nas redes sociais…e aí… quando dá por conta… 00:29 horas… o que aconteceu? A sua programação não estava em sua PRIORIDADE, portanto… o resultado será aquilo que você efetivamente realizou e não o que planejou.

Tudo na vida são escolhas, decisões que tomamos, ações que fazemos, reações que temos e recebemos. Nada é por acaso, nada é coisa do destino… Tudo porque Deus nos deu algo chamado livre arbítrio, ou seja, cada um faz o que achar melhor. Entretanto, se tem algo que não muda em lugar nenhum no mundo é a Lei da Semeadura ou como iniciei o texto a tal “Lei Causa e Efeito”, sendo ela mística ou não, já é fato mais que provado: Tudo que vai, volta!

A vida pode ser vista como campo de plantação, separados por hectares e cada pedaço pode ser chamado de “Saúde” de nossas vidas: Saúde Física, Saúde Familiar, Saúde Conjugal, Saúde Educação e Aprendizado, Saúde Social, Saúde Financeira e Saúde Espiritual (não estou aqui me referindo a religião).

As decisões são como sementes que nós mesmos plantamos, sendo boas ou ruins, que lançamos na terra chamada “VIDA”. Isso significa que plantar algo é opção exclusivamente nossa, porque temos a liberdade de escolher se queremos ou não plantar, portanto, a colheita é… OBRIGATÓRIA!

Sabe, as vezes plantamos sementes e depositamos todas as nossas esperanças, porém com o passar do tempo o fruto não aparece, nem sinal de vida, nessa hora ficamos desolados e algumas vezes abandonamos a semente que plantamos… às vezes é preciso voltar ao campo para fazer uma limpeza geral, adubar a terra e semear novas sementes… Trazendo para nossa realidade, há momentos que nossa vida está estagnada, cheia de empecilhos e fardos antigos, que não devem mais fazer parte da nossa jornada atual, que um dia tiveram sentido para chegarmos até aqui e hoje é apenas atrapalho que nos impedem de alçar novos voos. Ao limparmos nosso campo de plantação, abrimos novos caminhos e assim, depois do tempo necessário, nascem novos frutos e podemos colher de verdade o que escolhemos plantar.

Na vida todos nós temos nossos altos e baixos, nossas alegrias e tristezas. Nessas alternâncias há momentos desafiadores onde parece que estamos dentro de um túnel escuro sem fim, vem o desânimo, a sensação que tudo está perdido e, por mais que nos esforcemos, as coisas não andam, nos levando a crer que tudo é em vão! Momentos assim, exigem de nós flexibilidade e resiliência: virtudes necessárias para lidar e superar as fases complicadas de nossas vidas.

E isso vem de encontro com as lições que podemos tirar com a história do bambu.

Você sabia que o bambu tem várias virtudes que podemos utilizar como ensinamentos para nossas vidas?

‘Depois de plantada a semente do bambu chinês, não se vê nada por aproximadamente 5 anos – exceto um diminuto broto. Todo o crescimento é subterrâneo; uma complexa estrutura de raiz, que se estende vertical e horizontalmente pela terra, está sendo construída. Então, ao final do 5º ano, o bambu chinês cresce até atingir a altura de 25 metros.

Muitas coisas na vida pessoal e profissional são iguais ao bambu chinês. Você trabalha, investe tempo, esforço, faz tudo o que pode para nutrir seu crescimento e, às vezes, não vê nada por semanas, meses ou anos. Mas, se tiver paciência para continuar trabalhando, persistindo e nutrindo, o seu 5º ano chegará; com ele virão mudanças que você jamais esperava.

Lembre-se que é preciso muita ousadia para chegar às alturas e, ao mesmo tempo, muita profundidade para agarrar-se ao chão.’ (texto tirado da internet, desconheço o autor).

Escolha bem a semente, analise o solo e semeie consciente.

Cedo ou tarde você colherá seus próprios frutos!

Tikinha Albuquerque