Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 29 de fevereiro de 2024

Economia

Qual o papel do consumidor na reciclagem de eletroeletrônicos e eletrodomésticos?

Os comerciantes devem apostar em ações promocionais no Dia do Consumidor com intenção de atrair o público

Postado em 13/03/2023 2023 09:26 , Economia. Atualizado em 13/03/2023 09:31

Jornalista ,
 

Ao longo do ano, temos algumas datas importantes para o varejo que impactam o volume de compras no varejo, seja ele presencial ou online. Neste primeiro trimestre, possuímos o Dia do Consumidor, que acontece no dia 15 de março. Semelhante ao que ocorre na Black Friday, porém em menor proporção, os varejistas promovem ofertas para data ou até mesmo estendem para a “Semana do Consumidor” com o objetivo de atrair compradores e aumentar suas vendas.

De acordo com o levantamento realizado pela plataforma global de comércio eletrônico, Shopee, para este ano, 45% dos consumidores possuem a intenção de comprar nesta data. O investimento médio será de R$ 250 por pessoa. A categoria que tem o maior crescimento na pretensão de consumo é de eletrodomésticos, com 2,4%.

Nesta perceptiva, é provável que muitos consumidores aproveitem as ofertas para investir em novos eletroeletrônicos e eletrodomésticos que estão em suas listas de desejos. Deste modo, é essencial que saibam o que fazer com produtos antigos, quebrados ou que estão obsoletos em sua casa. O caminho correto é realizar o descarte ambientalmente adequado por meio da logística reversa, um sistema que busca reinserir os equipamentos e seus componentes em novos ciclos produtivos de vida. Ou seja, a famosa reciclagem.

Para iniciar este processo, o consumidor tem um papel fundamental. Ele é o ponto de partida para destinação correta dos equipamentos pós-consumo. Entretanto, ainda existe uma grande parcela da sociedade que não possui uma cultura de descarte dos resíduos de forma sustentável. Infelizmente, a ausência deste comportamento traz diversos impactos negativos para saúde humana e ambiental.

Como elo principal deste sistema, a mudança de hábito do consumidor faz toda a diferença para avançar na reciclagem de eletroeletrônicos e eletrodomésticos, visto que esses produtos estão entre os mais desejados nas compras. Portanto, é imprescindível que cada indivíduo reconheça sua relevância e coloque em prática no dia a dia novos costumes para realizar um consumo responsável.

Com isso, é possível usufruir dos benefícios das novas tecnologias que colaboram na execução de várias tarefas do dia a dia, seja no âmbito do trabalho, estudo ou vida pessoal. Porém, é importante refletir sobre os 5 R’s da sustentabilidade, que nos faz o convite para repensar, recusar, reduzir, reutilizar e reciclar sobre cada produto.

Ressalto ainda que os comerciantes também são uma figura importante neste processo. Eles possuem o poder de informar e incentivar a população a realizar o descarte ambientalmente correto dos produtos eletroeletrônicos e eletrodomésticos.  Além disso, por meio de parcerias com entidades gestoras, podem oferecer em seus estabelecimentos pontos de recebimento para reciclagem desses resíduos. Com a colaboração mútua de todos os envolvidos na cadeia da logística reversa, é possível conquistar um crescimento expressivo neste setor, pois este movimento já carrega um potencial enorme de mudança.

*Helen Brito – gerente Relações Institucionais da ABREE — Associação Brasileira de Reciclagem de Eletroeletrônicos e Eletrodoméstico