Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 23 de fevereiro de 2024

Educação

Concurso em foco

Pronomes que comumente erramos.

Postado em 20/03/2023 2023 22:50 , Educação. Atualizado em 20/03/2023 22:50

Colunista

 

 

Pronomes que comumente erramos.

A questão de hoje disserta sobre um dos temas mais difíceis, em minha opinião, da língua portuguesa para falantes nativos brasileiros: pronomes.

O curioso é que essa matéria, diferentemente de muitas outras da língua portuguesa, não tem exceções; mas o erro é comum porque falantes nativos médios da língua português não se expressam com coesão, conforme a norma culta, nas comunicações cotidianas.

Como pergunta motivadora para a atividade, apresenta-se uma questão aplicada pelo  Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso – IFMT, na prova para o cargo de  IFMT – IFMT – Técnico de Laboratório, na área de Informática, ano de 2023.

A questão pedia:

Analise as frases abaixo e assinale a alternativa que as completa adequadamente.

  1. A escritora mato-grossense …………… me refiro é Luciene Carvalho.
  2. O livro, …………… escritor foi premiado, é este.

III. Este é o estudante acerca …………… te falei ontem.

  1. Ela é uma pessoa ………….. idoneidade ninguém duvida.
  2. A rua …………. passaríamos estava interditada.
  3. A) a cuja – cujo – do que – de cuja – pela que
  4. B) a quem – cujo – ao qual – que – cuja
  5. C) a que – cuja – que – de cujo – pelo qual
  6. D) a que – cujo – do qual – de cujo – pelo qual
  7. E) a quem – cujo – do qual – de cuja – pela qual

Basicamente, precisa-se saber como usar os pronomes  relativos.

Lembrando-se, primeiramente, que pronome é : “a classe de palavras categoremáticas que reúne unidades em número limitado e que se refere a um significado léxico pela situação ou por outras palavras do contexto” (BECHARA, 2004, p. 116).

A primeira coisa que se sabe, conforme Bechara, é que os pronomes pertencem a uma classe de palavras, sabe-se que uma mesma palavra não pode pertencer, na mesma frase, a duas classes de palavras. Dessa forma, um substantivo, um adjetivo, um verbo etc, não podem ser o pronome.

Já, os pronomes relativos são: “palavras que representam nomes já referidos, com os quais estão relacionados. Daí denominarem-se relativos.” (CEGALLA, 1979, p. 116-117)

A definição de Cegalla dá o caminho das pedras, os pronomes relativos se referem a nomes já referidos na oração, ou seja, a classe que dá nome as coisas, procura-se o substantivos que aparece antes do pronome. Importante, a oração deve estar em ordem direita para que o substantivo apareça antes do pronome. Igualmente, deve-se ignorar orações intercaladas, sejam coordenadas ou subordinadas.

Para facilitar o candidato, os pronomes relativos são: “que”, “quem”, “onde”, “o qual”, “cuj”, “quanto” e suas flexões. Ex.: o qual, os quais; cujo, cuja.

Analisando-se, a frase “II” da questão proposta , tem-se a frase: “II. O livro, …………… escritor foi premiado, é este.”.

A frase tem duas orações, são elas: “O livro é este”, “cujo escritor foi premiado”, que uma oração subordinada adjetiva explicativa.

O pronome “cuj” sempre denota uma situação de posse. Veja-se conceito do Dicionário Caldas Aulete “Cu.jo, pr. Rel. 1. Indica a posse (pelo que é representado pelo substantivo que o precede) do que representa o substantivo que o segue”.

O macete é reescrever  a frase utilizando uma forma mais simples e notar se o sentido continua o mesmo. “O livro, cujo escritor foi premiado é este”,por exemplo,  ficaria: O livro do escritor premiado é este.

Conforme o supramencionado dicionário, “quem” se usa para pessoa: “Que pessoa (em interrogação direta e indireta): Não lembro quem me contou isso.: “Quem inventou o amor/Me explica por favor.”; “que” para o que não é pessoa: “1. Qual coisa (em interrogação direta e indireta): Que barulho é esse?”.  “Qual” para coisa ou pessoa indeterminada: “Que coisa ou que pessoa, dentre outras (em interrogação direta e indireta): Qual é a melhor?”.

Sobre a preposição que acompanha o pronome relativo, falaremos na coluna da próxima semana.

Por enquanto, adianto que a resposta certa é a letra “e”:  “a quem – cujo – do qual – de cuja – pela qual”

Referências:

AULETE, Caldas. Aulete Digital – Dicionário contemporâneo da língua portuguesa: Dicionário Caldas Aulete. Disponível em:<https://www.aulete.com.br/cujo”>. Acesso em 16 mar. 2023.

CEGALLA, Domingos Paschoal. Novíssima gramática da língua portuguesa. 20. ed. São Paulo: Nacional, 1979, p. 116-117)

BECHARA, E. Moderna gramática portuguesa. 37. ed. revista e ampliada. 14ª reimpr. − Rio de Janeiro: Lucerna, 2004.