Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 12 de junho de 2024

Cultura

Exposição do Museu faz homenagem ao pintor W. Virgulino

Intitulada “W. Virgolino – e o Atelier Coletivo de Pernambuco”, a nova mostra conta com pecas do acervo do Mepe

Postado em 23/03/2023 2023 17:44 , Cultura. Atualizado em 23/03/2023 18:08

Jornalista ,

 

As fortes cores características do pintor Pernambuco W. Virgulino e seus icônicos personagens estão no foco na nova exposição temporária Museu do Estado de Pernambuco (Mepe). Em cartaz a partir de quarta (22) até o dia 9 de abril (domingo), a mostra “W. Virgolino – e o Atelier Coletivo de Pernambuco” vem trazer ao público um recorte da efervescência cultural que foi o movimento Atelier Coletivo, nos anos 1950.

Com 27 obras originais, entre pinturas e gravuras, duas esculturas e seis reproduções e uma exibição audiovisual dos artistas que fizeram parte do Atelier, o Mepe contemplou como artista principal da mostra, Wellington Virgolino (1929 -1988). Autor de uma importante coletânea de obras fundou, em 1952, junto com Abelardo da Hora e Gilvan Samico, o Atelier Coletivo da Sociedade de Arte Moderna do Recife, que funcionou entre os anos de 1952 e 1957.

A exposição é norteada pela série “Os 7 Pecados Capitais”, pintada por W. Virgolino, e outras duas obras que foram premiadas nos Salões de Arte de Pernambuco, sendo a primeira um autorretrato “Moço de Camisa Azul”, em 1960, e a segunda “Mulheres sentadas”, em 1961. Ainda sobre o artista, destacamos a sua participação e co-fundação ao lado de seu irmão, Wilton de Souza, do Clube da Gravura, outro importante centro que contribuiu para formar e divulgar outros grandes artistas pernambucanos.

O artista teve como orientador Vicente do Rêgo Monteiro e, mesmo autodidata, teve, ainda jovem, aulas de “pose rápida” com Abelardo da Hora, no Liceu de Artes e Ofícios. Com apenas 21 anos de idade, recebeu do próprio Abelardo e Hélio Feijó o convite para participar da Sociedade de Arte Moderna do Recife, fundada pelos mesmos.



No hall do Espaço Cícero Dias, além das obras de W. Virgolino, são exibidas várias obras de artistas que também participaram da primeira exposição do Atelier Coletivo realizada em 1954. São eles: Corbiniano Lins, Ionaldo Andrade, Reynaldo Fonseca, Francisco Brennand, Lula Cardoso Ayres, Vicente do Rêgo Monteiro, Abelardo da Hora, José Cláudio, Ladjane Bandeira, Wellington Virgolino e Wilton de Souza, Gilvan Samico, Guita Charifker, Hélio Feijó, e Marius Lauritzen Bern. Esses jovens artistas plásticos acabaram por revolucionar a forma de realizar trocas estéticas, artísticas, como também algumas experimentações que promoveram uma autonomia artística peculiar no Estado.

Informações de visitação

“W. Virgolino – e o Atelier Coletivo de Pernambuco”
De 22 de março a 9 de abril de 2023
De terça a sexta-feira, das 11h às 17h
Sábados e domingos das 14h às 17h
Museu do Estado de Pernambuco

Foto: Felipe Souto Maior/Secult-PE/Fundarpe

Fonte> Ascom Secult