Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 29 de fevereiro de 2024

Agronegócios

Uva de Pernambuco tem maior faturamento do Brasil

Pernambuco responde por 0,8% do VBP nacional, ficando em 16° lugar no ranking do Brasil e em quarto no do Nordeste, tendo, para 2023, crescimento projetado para laranja, mamona, mandioca, tomate e uva

Postado em 28/03/2023 2023 08:01 , Agronegócios. Atualizado em 28/03/2023 12:29

Jornalista ,
O Valor Bruto da Produção de Uva em Pernambuco está estimado em R$ 1,9 bilhão para 2023, 1,2% maior que o do ano passado. Divulgado pelo Ministério da Agricultura, o resultado é o melhor alcançado pelo Estado desde 2020 – no ano de maior impacto da pandemia do coronavírus. Este também é o melhor faturamento projetado para o Brasil e para o Nordeste. Para se ter uma ideia, o desempenho é maior do que o do Rio Grande do Sul, conhecido por ser o maior produtor nacional de uvas.


O VBP da agropecuária é calculado com base nas informações das safras de fevereiro, divulgadas pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O VBP de Pernambuco, para este ano, é de R$, 10,1 bilhões, 3,3% a menos do que o obtido no ano passado, que foi de R$ 10,4 bilhões. É um pouco diferente do Brasil, que estima alcançar R$ 1,249 trilhão em 2023, 5% maior do que 2022, o maior da série iniciada há 34 anos.
Pernambuco responde por 0,8% do VBP nacional, ficando em 16° lugar no ranking do Brasil e em quarto no do Nordeste, tendo, para 2023, crescimento projetado para laranja, mamona, mandioca, tomate e uva. A produção estimada das lavouras é R$ 6,1 bilhões, representando 60,8% do faturamento da agropecuária pernambucana, mais da metade.Já a pecuária, que enfrenta nacionalmente e no Estado o terceiro ano de crise por impactos provocados pelo coronavírus, mantém estimativas menores do que em 2022 na produção de bovinos e aves. Porém, cresce na produção de suíno (+5,62%) e leite (+6,67%) e mantém a liderança nordestina na produção de ovos, com um faturamento de R$1,1 bilhão.O secretário estadual de Desenvolvimento Agrário, Agricultura, o agrônomo Aloísio Ferraz, comentou com a Folha de Pernambuco sobre a estimativa do VBP para o Estado, menor do que o de 2022. Ele frisou que Pernambuco não ficou mal colocado, embora possa alcançar um resultado melhor nos próximos anos. Aloísio lembrou, ainda, que o Estado enfrentou oito anos de seca.

“NÓS ENFRENTAMOS UMA SECA DE OITO ANOS E PERDEMOS TERRENO, ISSO DESESTRUTUROU O SETOR, DESCAPITALIZOU. MAS NÃO PODEMOS COMPARAR NOSSA AGRICULTURA COM A DE SÃO PAULO OU COM A DO OESTE DA BAHIA. NÃO PODEMOS TER DESEMPENHOS IDÊNTICOS, PORQUE NÃO SOMOS TRADICIONALMENTE PRODUTORES DE GRÃOS (COMO MILHO E SOJA). MAS EXISTE UM DESAFIO COLOCADO PARA NÓS, EM PERNAMBUCO, E PARA O NORDESTE: O DE CRESCER NA AGRICULTURA”, DISSE.

Agropecuária

Em 2022, o setor com maior desempenho no PIB de Pernambuco foi o da agropecuária, que teve um crescimento de 6,8%, bem maior que o tradicional setor de serviços (1,2%). O  PIB é a soma de todos os bens e serviços finais produzidos por um país, estado ou cidade. O do Estado teve um PIB de R$ 254,9 bilhões no acumulado de janeiro a dezembro do ano passado, um crescimento de 0,7% relativo ao ano de 2021.

Fonte Produção – IBGE – Levantamento Sistemático da Produção Agrícola – LSPA, fevereiro/2023;
Fonte preços: CONAB Preços Recebidos pelos Produtores média anual para os anos fechados e para 2023 preços médios de janeiro a fevereiro.       

Fonte: Abrasfrutas