Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 12 de junho de 2024

Saúde

Saiba como escolher entre ração e alimento natural para seu Pet

Para que a melhor decisão seja tomada, precisam-se ser consideradas as necessidades do animal, a idade, doença genética ou adquirida, intolerância a alguma substância, palatabilidade, e até mesmo o tempo que o tutor tem, se for o caso de alimentação natural, para ter disponibilidade e tempo

Postado em 02/04/2023 2023 11:53 , Saúde. Atualizado em 02/04/2023 11:53

Colunista

Foi-se o tempo (ainda bem!) que cachorros e gatos eram alimentados com restos de comida das pessoas da casa. Hoje em dia, o que nosso pet come, quando come e a qualidade desse alimento é um fator básico nos cuidados deles. Uma alimentação deficiente do devido suporte nutricional pode levar a problemas sérios de saúde.

Sobre escolher entre oferecer comida natural ou  ração fica ao critério do tutor, da necessidade do paciente e de acordo com as orientações médicas. Não é certo dizer que a ração não é boa, que a alimentação natural é boa e vice-versa. Cada caso é um caso, então pode ser que um tipo de alimento funcione melhor para o pet e para o tutor ou não.


Para que a melhor decisão seja tomada, precisam-se ser consideradas as necessidades do animal, a idade, doença genética ou adquirida, intolerância a alguma substância, palatabilidade, e até mesmo o tempo que o tutor tem, se for o caso de alimentação natural, para ter disponibilidade e tempo, saber fazer o alimento para o pet, pois muitas vezes é uma alimentação que está fora da realidade do tutor.

A característica da alimentação natural, é de serem alimentos frescos ou congelados, crus ou cozidos, que não tenham sido processados a ponto de perder ou comprometer os nutrientes, além disso, não são acrescentados ingredientes artificiais.

Quanto às rações, existem vários tipos, mas as do tipo super premium, são as mais indicadas, principalmente as super premium natural que foca na qualidade e origem dos ingredientes (vegetais, frutas, cereais, carnes de procedência) onde não tem adição de conservantes artificiais, ingredientes transgênicos, corantes e cheiros. Mas e a conservação desses alimentos? Ela se dá por meio de antioxidantes naturais.

Claro que cada um desses alimentos tem seus prós e contras, mas seja qual for o alimento que seu pet faça uso, o objetivo principal é ajudar a manter a saúde do seu filho de quatro patas fortalecida e contribuir para uma boa vida.

Esp. MSc. MARCELA OLIVEIRA SAMPAIO

CRMV PE – 4314

GRADUAÇÃO – UFRPE

MESTRADO – UFRPE

PÓS GRADUAÇÃO EM CLÍNICA MÉDICA E CIRURGIA DE CÃES E GATOS – EQUALIS

PÓS GRADUAÇÃO EM CLÍNICA MÉDICA E CIRURGICA DE FELINOS – QUALITTAS