Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 03 de março de 2024

Saúde

Segurança alimentar: Como evitar problemas na saúde

Os cuidados vão desde o plantio, fabricação, compra, armazenamento até o consumo

Postado em 15/04/2023 2023 08:30 , Saúde. Atualizado em 14/04/2023 22:47

Jornalista ,

 


A segurança dos alimentos envolve diversos fatores que vão desde a sua produção, manipulação, armazenamento, embalagem, transporte até a venda. Todos esses quesitos devem seguir as boas práticas de fabricação e garantir os padrões de qualidade. Na hora de comprar, armazenar e consumir, eles precisam estar livres de perigos biológicos, químicos ou físicos, e não oferecer danos à saúde de quem os consumir. 

Para fugir aos perigos alimentares, deve-se considerar os fatores inerentes aos alimentos e as características do ambiente, ressalta a nutricionista Sibery dos Anjos. “A quantidade de água, natureza física, como cor, forma, textura, impurezas, além das características bioquímicas. É importante ficar atento a aparência do alimento e observar se a embalagem está em boas condições”, completa.

A especialista acrescenta que o consumidor precisa também ter o hábito de ler o rótulo para atestar as informações. “Tanto sobre a validade do produto, como referente ao selo de algum órgão fiscalizador, a exemplo da Anvisa, que é responsável pela inspeção, fiscalização e controle de riscos”. 

Sibery reforça que toda a etapa do produto, do plantio à fabricação, até chegar às mãos do consumidor, deve ser feita de maneira a garantir a segurança. “De nada adianta a indústria se cercar de todos os cuidados do mundo na produção de um biscoito, por exemplo, se um supermercado o vende fora da validade ou, ainda, com a embalagem comprometida”, alerta.

A indicação é que ao chegar em casa os cuidados continuem. É quando o consumidor deve conservar e higienizar corretamente para manter o alimento seguro e saudável, bem como evitar a proliferação de fungos e bactérias. “Manter a pia e a cozinha limpas, lavar e desinfetar bem as frutas, verduras e legumes antes de armazená-los e de serem consumidos. É necessário também guardar os alimentos na temperatura adequada para evitar a proliferação de microrganismos”.

A nutricionista Sibery dos Anjos, que também é coordenadora do curso de Nutrição na UniFTC, em Juazeiro, lembra que um dos vilões da saúde causados pela ingestão de alimentos contaminados são as Doenças Veiculadas por Alimentos ( DVAs). “As DVAs devem ser combatidas sistematicamente, interrompendo as intoxicações alimentares, doenças infecciosas, alérgicas e nutricionais. Desta forma, é essencial buscar seguir as recomendações acerca da segurança dos alimentos para evitar problemas na saúde, bem como, garantir mais qualidade de vida”, conclui.