Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 26 de fevereiro de 2024

Educação

Como gerar resultados quando se está à beira de um esgotamento?

Esse foi um dos maiores desafios da minha vida

Postado em 19/04/2023 2023 00:31 , Educação. Atualizado em 19/04/2023 00:31

Aceitar e entender que o esforço sozinho NÃO me traria os resultados que buscava, que só me restariam o esgotamento físico e mental. E, como sofri para aceitar que o “esforço” que tanto me orgulhava, estava sendo prejudicial, num momento que era tão necessário me esforçar, me dedicar e me debruçar em projetos importantes da minha vida pessoal e profissional.

Crescida num ambiente de pessoas dedicadas, esforçadas, comprometidas, que nada foi conquistado de maneira fácil, e que absolutamente tudo que conquistaram foi através de muito esforço, onde aprendi desde muito cedo: “Deseja algo? Mãos à obra. Vá à luta!”. Nada cai do céu.

Esse aprendizado me fez chegar muito longe, ir à lugares que nunca imaginei, conquistar coisas que pareciam impossíveis, conhecer pessoas importantes, me fazendo assumir muito cedo o posto de líder, e como rotina lá estava meu esforço, sendo minha mola propulsora, e se tornando a minha “fórmula de sucesso”.

Então, esforço é ruim?

– Claro que não!

A grande questão foi quando comecei a almejar coisas maiores, novas atividades e maior destaque como empreendedora, o ÚNICO caminho que eu conhecia era a Zona de esforço.

Descobri na dor que para coisas maiores é necessário ESFORÇO + ESTRATÉGIA = RESULTADO. Porque se depender apenas do esforço, exigirá uma energia TÃO extrema, que o caminho mais provável é o esgotamento.

E quais foram os sinais que meu corpo e mente me mostraram?

Cansaço, irritação, exaustão, fadiga, alterações de humor, insônia, tensão muscular, frequentes enxaquecas e falta de energia, foram alguns dos sintomas que me acometeram durante a beira do esgotamento físico e mental em decorrência de tanto acúmulo de trabalho. 

De certa forma eu sabia o verdadeiro motivo de tudo que sentia, trabalhava exaustivamente por longas horas, chegava emendar nos finais de semana, sem interrupção e consequentemente, sem descanso. Aliado a isso, a pandemia mudou radicalmente minha vida e rotina, de repente TUDO estava dentro de casa: a escola do filho de 08 anos, a academia da família, o meu escritório que se estendeu para casa (minha atividade empresarial é indústria e não parou), então era em casa e na empresa, tomar decisões sem parâmetro algum, do tipo: tem gestante na empresa, manda para casa e vamos ver como lidar, colaborador testando positivo e desfalque em setores onde apenas colaboradores treinados conseguem desenvolver a atividade, dólar pipocando, matéria prima importada sumindo do mercado nacional, extrapolando a estrutura de custos da empresa, produtos que de uma hora para outra saíram de linha e ainda lidar com a insegurança da própria sobrevivência… Essa rotina super excessiva e exaustiva de trabalho fez com que eu ficasse totalmente descompassada, irritada, estressada, e ainda lido há anos com a fibromialgia, com fortes dores no corpo, entre outros sintomas.

Me dei conta que estava precisando urgentemente mudar de estilo de vida, quando me percebi tomada por uma sensação de tristeza, cansaço, uma irritação profunda mesmo, ao ponto de quando via uma notificação no WhatsApp já me dava raiva. Não busquei diretamente ajuda médica nem acompanhamento psicoterapêutico, o que não é recomendado, porém fui em busca de apoio de formas indiretas. 

Parei e olhei para tudo que sentia e estava fazendo, conversei com algumas pessoas amigas que são especializadas em inteligência emocional e são profissionais da área de saúde, principalmente sobre tratamentos naturais como aromaterapia, meditação guiada e DESACELERAMENTO geral da minha rotina, e me esforcei muito para me reconectar comigo mesma e me recuperar. Tomei algumas decisões simples, porém que trouxeram resultados extraordinários: passei a dedicar um tempo de descanso, para estar mais perto da minha família, para meditar, brincar com meus cachorros, praticar exercícios físicos e vivenciar minha fé. Sou cristã, então revi todos esses fatores e busquei me reconectar com coisas que me alegram e me dão energia.

E, o meu recurso “esforço” mais uma vez me acompanhou, resumo o esforço que fiz em duas palavras: vontade e disciplina. Organizar um tempo regulamentado de descanso, de lazer, para mim e para as pessoas que amo, é fundamental para minha saúde mental e é algo que hoje prezo muito. Reorganizei muita coisa em minha vida mantendo uma alimentação equilibrada, qualidade de sono, prática de exercício físico, atividade de lazer e respeitar meus próprios limites. 

O esforço exerce papel ESSENCIAL na conquista de resultados, entretanto, somente se somado e acompanhado de estratégias, os resultados serão equalizadores.

Esforço sozinho gera esgotamento,

Esforço com estratégia gera resultado.

Não estou dizendo que tenho trabalhado pouco, muito pelo contrário, a questão: eu aprendi a trabalhar MELHOR!

Neste ano de 2023, através de decisões estratégicas, em 3 meses já obtive resultados, que em 3 anos batendo cabeça, ainda não havia conquistado.

Tempo não é recurso, tempo é VIDA!

  • Listar atividades
  • Priorizar
  • Planejar

Ou seja, estratégia é essencial para tudo!