Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 16 de junho de 2024

Política

Programa Espaços 4.0 (E4): Desenvolvimento da Criatividade e Inovação em Pernambuco

Uma iniciativa relevante, implementada pelo Governo Estadual para a criação de soluções inovadoras, desenvolvimento pessoal e crescimento profissional; e oportunidades de negócios, contribuindo para o fortalecendo do ecossistema tecnológico de Pernambuco.

Postado em 21/04/2023 2023 19:59 , Política. Atualizado em 22/04/2023 10:29

Colunista

 

Pernambuco sempre teve protagonismo e foi pioneiro em nível regional e nacional nos mais diversos contextos, especialmente em tecnologia e inovação. Sempre à frente de seu tempo, na década de 1980 surgia o Corisco, primeiro microcomputador projetado e produzido na Região Nordeste com tecnologia 100% Made In Pernambuco.

Para se ter ideia, o maior parque tecnológico urbano e aberto do Brasil, o Porto Digital, está instalado na área central do Recife, capital do Estado. Fundado no ano de 2000, o Porto Digital possui mais de 350 empresas, organizações de fomento e órgãos de Governo; com 14,7 mil profissionais e empreendedores. Não é à toa que a cidade dentro os seus inúmeros apelidos, também é conhecida como o Vale do Silício brasileiro.

Segundo estudo recente do Observatório da Indústria, da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), Pernambuco é o estado mais inovador da Região Nordeste, está entre os 8 estados mais inovadores do Brasil e também é considerado o 2º lugar no país em Competitividade Global.

Para incentivar ainda mais a tecnologia e inovação no estado, o Governo de Pernambuco, por meio da Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI – PE); e Secretaria Estadual de Educação e Esportes (SEE – PE), em parceria com a Fundação Estadual de Amparo à Ciência e Tecnologia (FACEPE), lançou o Programa Espaços 4.0 (E4).

O programa consiste em um espaço nas Escolas Técnicas Estaduais (ETEs), e em diversas Escolas de Referência em Ensino Médio (EREM), que agrupa Laboratório Maker (maker vem do verbo em inglês make, que significa fazer. Além do mais, poder transformar a teoria em prática); e Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs), onde visa estimular a criatividade e inovação no ambiente escolar pernambucano.

O local dispõe de equipamentos de última geração, como, Impressoras, Canetas e Scanners 3D; Desktops e Notebooks Gamers; Kits de sensores Arduíno, Identificação por Radiofrequência (RFID), e Raspberry Pi; Câmeras; Mesa Digitalizadora; Lupa Eletrônica; Multímetro Digital; Miniretífica; Comunicação de Longo Alcance (LORA); Estação de Solda; Parafusadeira e Furadeira; Arco de Serra Fixo; Perfurador; Serra Tico-Tico; Cortadoras a Laser e Equipamentos de Proteção Individual (EPIs).

Entre os vários projetos desenvolvidos, destaca-se o “Sistema de Irrigação Automática e Sensor de Umidade do Solo com Arduíno”, elaborado pelos alunos e professores do EREM Professora Edite Matos, situado no município de Santa Maria da Boa Vista, que faz parte da Região Sertão do São Francisco, distante 605,5 km de Recife, que tem como objetivo, proporcionar irrigação de maneira autônoma e controle de água adequado no solo, evitando desperdício.

Atualmente, de acordo com Hugo Medeiros, Diretor de Inovação da SECTI – PE, existem 25 Espaços 4.0 (E4) espalhados em mais de 20 cidades, do litoral ao sertão, beneficiando cerca de 20.000 mil pessoas. Foram investidos recursos financeiros na ordem de R$12 milhões e a expectativa é inaugurar em breve, mais de 50 Espaços 4.0 (E4).

Uma iniciativa relevante, implementada pelo Governo Estadual para a criação de soluções inovadoras, desenvolvimento pessoal e crescimento profissional; e oportunidades de negócios, contribuindo para o fortalecendo do ecossistema tecnológico de Pernambuco.