Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 03 de março de 2024

Política

Feira da Agricultura Familiar de Mirandiba – PE: Fortalecimento e valorização da produção local

Em relação a Pernambuco, há mais de 230 estabelecimentos rurais familiares, representando quase 52% da área territorial e abastecendo mais de 70% da população.

Postado em 27/06/2023 2023 19:39 , Política. Atualizado em 26/06/2023 20:23

Colunista

A Agricultura Familiar desempenha um papel importante na produção de alimentos, na geração de emprego e renda, e no desenvolvimento socioeconômico do Brasil. Caracteriza-se pela posse de pequenas propriedades de terra, utilização de mão de obra familiar, respeito ao solo e ao ecossistema, e gestão compartilhada pela família.

Segundo o Censo Agropecuário do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de 2017, existem cerca de 4 milhões de estabelecimentos rurais familiares espalhados pelo país, dos quais 50% estão localizados na Região Nordeste. Esses estabelecimentos constituem a base da economia em 90% dos municípios brasileiros com até 20 mil habitantes, sendo responsáveis por 74% da mão de obra empregada no campo e gerando 38% do Produto Interno Bruto (PIB), agropecuário nacional, com um faturamento anual de 54 bilhões de reais.

A Agricultura Familiar desempenha um papel fundamental na produção de alimentos no Brasil, sendo responsável por expressivas porcentagens em diversos produtos: 70% do feijão, 34% do arroz, 87% da mandioca, 46% do milho, 38% do café, 21% do trigo, 50% das aves, 30% dos bovinos, 60% da produção de leite e 59% do rebanho suíno.

Em relação a Pernambuco, há mais de 230 estabelecimentos rurais familiares, representando quase 52% da área territorial e abastecendo mais de 70% da população.

Diante disso, como forma de apoiar e valorizar a Agricultura Familiar, temos o exemplo do município de Mirandiba, localizado na Região Sertão Central, distante 475 km da capital Recife, com uma população estimada de 15.548 habitantes. Mirandiba é conhecida como a “Terra de São João Batista”, santo padroeiro da cidade, e também como a “Capital da Goiaba”, por ser considerada a 2ª maior produtora de goiaba em Pernambuco. Além disso, o município abriga o maior cajueiro do estado e já foi lar da maior mangueira do mundo, com 11 metros de diâmetro e aproximadamente 400 anos de existência.

A Prefeitura de Mirandiba, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), criou a Feira da Agricultura Familiar de Mirandiba.

A primeira edição da Feira da Agricultura Familiar de Mirandiba foi realizada em 29 de dezembro de 2022, tendo como objetivo empoderar as mulheres do campo e promover a produção agrícola familiar e o desenvolvimento rural sustentável do município.
Na feira é comercializada uma variedade de produtos frescos, como frutas, verduras, hortaliças, ovos e mel, e uma diversidade de produtos artesanais, como bolos, salgados, doces, geleias, licores, comidas caseiras e artesanatos em couro, tecido, barro e madeira.

Atualmente, a Feira da Agricultura Familiar de Mirandiba ocorre a cada quinze dias, sempre às sextas-feiras, das 6h às 13h, no Pátio de Eventos Elizeu Campos, situado na região central da cidade. Destaca-se que a feira é composta por cerca de 30 mulheres determinadas, empreendedoras e aguerridas das comunidades rurais, de assentamento, quilombolas e indígenas. A feira conta com a parceria do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Agricultores e Agricultoras Familiares de Mirandiba (STR – Mirandiba); Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável (CMDRS), e da Articulação Social das Comunidades Quilombolas de Mirandiba (ASCQUIMI).

De acordo com o Secretário de Desenvolvimento Rural do município, João Batista Furtado de Sá, está sendo planejada uma futura doação de barracas padronizadas para garantir melhor comercialização dos produtos, e também está sendo analisada a perspectiva de funcionamento diário da feira.

Uma ação importante, implementada pelo Governo Municipal, que colabora com o incentivo à produção, a segurança alimentar e a preservação do meio ambiente, a geração de emprego e renda, além do crescimento da economia local.