Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 29 de fevereiro de 2024

Economia

Governo de Pernambuco dobra repasse de benefício emergencial para municípios afetados pelas chuvas

Conforme as regras, o valor destinado a cada município – que precisa solicitar os recursos – será calculado com base em seu porte. Os municípios de pequeno porte I e II passam a receber R$ 24 mil em vez de R$ 12 mil.

Postado em 11/07/2023 2023 05:38 , Economia. Atualizado em 11/07/2023 00:38

 

 

Reprodução

O Governo de Pernambuco, por meio das suas secretarias e órgãos, tem trabalhado de forma articulada para garantir apoio aos municípios da Mata Sul castigados pelas chuvas. Nesta segunda-feira (10), a gestão estadual determinou o reajuste em 100% do custeio imediato de benefícios eventuais emergenciais para os municípios afetados por situações de emergência e calamidade. O valor será dobrado permanentemente para todo o Estado já a partir de agora.

A medida que dobra o benefício é de responsabilidade da Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança, Juventude e Prevenção à Violência e às Drogas, e já foi aprovada em reunião extraordinária da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) da Assistência Social.

Conforme as regras, o valor destinado a cada município – que precisa solicitar os recursos – será calculado com base em seu porte. Os municípios de pequeno porte I e II passam a receber R$ 24 mil em vez de R$ 12 mil. Os de médio porte passam de 24 mil para 48 mil, enquanto os de grande porte pulam de R$ 36 mil para R$ 72 mil. Já aqueles enquadrados como metrópole em vez de receber R$ 60 mil terão direito a R$ 120 mil.

“Os pernambucanos podem ter certeza que estamos fazendo tudo o que está ao nosso alcance para minimizar os problemas ocasionados pelas chuvas. Esse reforço no benefício é uma forma de garantir aos municípios mais condições para ajudar aqueles que estão passando por dificuldades neste momento”, afirmou a governadora Raquel Lyra.

CESTAS BÁSICAS – Além dessa ação, o Governo de Pernambuco articulou, junto ao Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome, a aquisição de 3,8 mil cestas básicas para a população dos municípios afetados, que chegarão a Pernambuco ainda esta semana. “Toda a articulação e trabalho estão sendo feitos de maneira a atender o mais rápido possível às pessoas atingidas pelas chuvas. Nossa prioridade máxima é essa”, afirmou a secretária de Desenvolvimento Social, Criança, Juventude e Prevenção à Violência e às Drogas, Carolina Cabral.

SAÚDE – Uma equipe de Vigidesastres da SES-PE, responsável por adotar estratégias para redução de riscos de desastres, visitou os municípios de Palmares, Água Preta,  Belém de Maria, fazendo o acompanhamento de danos de interesse da Saúde, identificando necessidades imediatas. Ao mesmo tempo, as Gerências Regionais de Saúde estão acompanhando de perto as ocorrências relacionadas à saúde em 26 municípios: Água Preta, Barra de Guabiraba, Barreiros, Belém de Maria, Belo Jardim, Catende, Correntes, Cortês, Goiana, Itapissuma, Jaboatão dos Guararapes, Jaqueira, Joaquim Nabuco, Limoeiro, Maraial, Moreno, Palmares, Paulista, Quipapá, Recife, Ribeirão, Rio Formoso, São Benedito do Sul, São José da Coroa Grande, Tamandaré e Xexéu.

ESTRADAS – A Secretaria de Mobilidade de Infraestrutura (Semobi), através do Departamento de Estradas de Rodagens (DER), está com um plano de ações emergenciais para atender a malha viária de municípios atingidos pelas fortes chuvas. A ação envolve limpeza de acostamento e tapa buraco nas rodovias que merecem atenção nesse período de inverno: PE-060, PE-232, PE-120, PE-063,PE-050, PE-103, PE-126,PE-096, PE-085 e PE-187. Na PE-120, Km 21,2, no município de Belém de Maria, os serviços foram intensos nesta segunda-feira. Foi necessária uma recomposição da sinalização vertical, danificada pela chuva, além da recomposição da pista devido às erosões.

APAC – Boletim de acompanhamento das chuvas registrado pela Agência Pernambucana de Águas e Climas (Apac) indica que muitos municípios pernambucanos já registraram mais chuva nos primeiros dez dias de junho do que a previsão para o mês inteiro, de acordo com a média histórica. São os casos, por exemplo, de Água Preta (123%), Belém de Maria (117%), São Benedito do Sul (142%), Vitória de Santo Antão (100%), Bonito (112%), Saloá (115%), Riacho das Almas (151%), São Bento do Una (160%), Taquaritinga do Norte (122%), Araripina (133%), Calumbi (107%), Carnaíba (143%), Carnaubeira da Penha (154%), Cedro (161%), Custódia (249%), Iguaraci (290%), Ingazeira (201%), Itapetim (106%), Mirandiba (161%), Parnamirim (135%), Tabira (358%) e Tuparetama (221%).



EMERGÊNCIA – O Governo do Estado decretou situação de emergência em 15 municípios. Os municípios são: São Benedito do Sul, Belém de Maria, Água Preta, Catende, Quipapá, Xexéu, Barreiros, Joaquim Nabuco, Cortês, Jaqueira, Rio Formoso, Maraial, São José da Coroa Grande, Palmares e Primavera. No município de Catende foi criado, no Salão Nobre da Prefeitura, um Ponto Avançado de Atendimento, que conta com a Defesa Civil, Secretaria da Saúde e Ajuda Humanitária. O objetivo é dar apoio ao município quanto ao levantamento e caracterização dos danos e prejuízos causados em virtude das chuvas. Em todo o Estado, 4.411 pessoas estão desalojadas e 272 desabrigadas. Fotos: Defesa Civil/Divulgação