Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 29 de fevereiro de 2024

Saúde

É possível tratar a ansiedade por meio da Psicanálise? 

O terapeuta assume o papel de facilitador, permitindo que o indivíduo revele suas emoções, medos e apreensões com autenticidade. Ao investigar essas complexidades emocionais, a ansiedade muitas vezes encontra raízes em experiências anteriores e nas relações com figuras de cuidado.

Postado em 29/08/2023 2023 19:31 , Saúde. Atualizado em 29/08/2023 12:39

Colunista

Na perspectiva psicanalítica de Winnicott, abordar a ansiedade é um exercício delicado que requer uma atmosfera de cuidado genuíno. A essência da abordagem de D.W. Winnicott reside na criação de um ambiente seguro e acolhedor, onde a pessoa ansiosa possa se sentir à vontade para explorar suas preocupações mais profundas. O terapeuta assume o papel de facilitador, permitindo que o indivíduo revele suas emoções, medos e apreensões com autenticidade. Ao investigar essas complexidades emocionais, a ansiedade muitas vezes encontra raízes em experiências anteriores e nas relações com figuras de cuidado.

O cerne do tratamento winnicottiano reside na compreensão da ansiedade como um sintoma de desequilíbrio entre a busca por independência e a necessidade de apoio e segurança. O terapeuta busca auxiliar o paciente a restaurar a confiança em si mesmo e no mundo ao seu redor, promovendo um sentido renovado de autoconfiança. Esse processo terapêutico visa fortalecer a identidade do paciente, capacitando-o a enfrentar desafios emocionais de maneira saudável e construtiva.

A transformação da ansiedade de um obstáculo avassalador em um catalisador para o crescimento pessoal é o objetivo final desse tratamento. Gradualmente, a ansiedade deixa de ser um fardo para se tornar uma oportunidade para a expansão da própria jornada interior. Assim, na abordagem winnicottiana, o tratamento da ansiedade não é apenas a mitigação dos sintomas, mas também a criação de um espaço propício para a evolução e o florescimento da personalidade.

Esse processo terapêutico oferece ao indivíduo ansioso a chance de explorar suas emoções de maneira profunda e significativa. À medida que o terapeuta estabelece um ambiente de aceitação incondicional, o paciente é encorajado a confrontar suas ansiedades de frente, sem medo de julgamento. Através desse mergulho interno, muitas vezes são reveladas as origens das preocupações e o modo como elas moldaram a perspectiva do paciente sobre si mesmo e o mundo.

Ao longo do tratamento, a relação terapêutica assume um papel central. A conexão entre terapeuta e paciente torna-se uma fonte de apoio essencial, espelhando a relação cuidadora fundamental nos primeiros estágios de vida. Esse processo de recriação de uma base segura de relacionamento permite que o indivíduo reexamine suas próprias crenças e padrões de comportamento, e assim comece a desfazer os nós da ansiedade.

À medida que a confiança do paciente cresce e ele começa a se sentir mais seguro em explorar suas emoções, a ansiedade pode ser gradativamente transformada em um veículo para o crescimento pessoal. A compreensão das raízes da ansiedade e a capacidade de lidar com ela de maneira construtiva fornecem as ferramentas necessárias para enfrentar futuras situações desafiadoras. O objetivo final do tratamento winnicottiano é capacitar o indivíduo a se tornar mais autêntico, resiliente e capaz de abraçar a vida com uma perspectiva renovada.

Em suma, a abordagem psicanalítica winnicottianapara tratar a ansiedade representa uma jornada profunda em direção à autodescoberta e ao crescimento pessoal. Ao criar um ambiente seguro e autêntico, essa abordagem oferece um espaço para explorar, entender e eventualmente transformar a ansiedade em um trampolim para uma vida mais rica e significativa.

 

Daniel Lima, psicanalista.

www.psicanalisedaniellima.blogspot.com

daniellimagoncalves.pe@gmail.com

@daniellima.pe