Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 29 de fevereiro de 2024

Tecnologia

O que as redes sociais fazem com o nosso cérebro?

A ciência cresce e cresce a cada dia. Se agiganta e supera muitas expectativas. Tomando como marco temporal, a ciência transformou o mundo nos últimos 100 anos e como estamos envolvidos? Neste intervalo, a forma como vemos o mundo foi transformada. É não apenas ver o cenário, mas se ver dentro do cenário.

Postado em 23/10/2023 2023 12:05 , Tecnologia. Atualizado em 23/10/2023 18:24

Colunista

Em poucos segundos, comentários, curtidas e a atualização constante do feed de redes sociais provocam a liberação de dopamina no cérebro, neurotransmissor que dá sensação de prazer e satisfação e faz com que dificulte a estratégia de controle do uso. Essa alteração no cérebro pode acontecer e não se reverter.

Como as mídias sociais podem impactar a vida dos jovens?

Poderá levar ao isolamento social, sedentarismo, diminuição do rendimento escolar, dificuldades em estabelecer relações e em casos mais graves, quando está instalada a dependência da internet, poderá surgir sintomatologia ansiosa e/ou depressiva.

Por que nosso cérebro começa a se reconectar quando usamos as mídias sociais?

Quando você interage, é ativado por essa via do circuito do prazer e da recompensa. E isso acontece quando você ganha um like, uma curtida, quando é bem aceito na rede social, você acaba tendo essa liberação de dopamina no cérebro.

A ciência cresce e cresce a cada dia. Se agiganta e supera muitas expectativas. Tomando como marco temporal, a ciência transformou o mundo nos últimos 100 anos e como estamos envolvidos? Neste intervalo, a forma como vemos o mundo foi transformada. É não apenas ver o cenário, mas se ver dentro do cenário. Num trilho de sabedoria e ciência, vê-se uma trajetória que se reconstrói numa frente gigante para o desenvolvimento humano e de coisas. Se retroalimenta em ecossistemas globais com a plurissignificação intrínseca inovadora, numa velocidade by cyber, AI. Nossa vida é pautada nos relacionamentos e oportunidades, entre pessoas, entre pessoas e coisas e entre coisas e coisas. As pessoas foram criadas duas vezes, para os que creem e para os que não creem, foram criadas uma única vez. As coisas são criadas duas vezes: primeiro mentalmente e depois fisicamente ou virtualmente.

Construção coletiva com evidência de inteligência. Inadmissível faça você mesmo. Aceite o convite. Com a AI haverá mais tempo disponível, sem deixar de enxergar uma probabilidade de isolamento social e profissional. Como mitigar? Estas competências serão mais voltadas à inovação tecnológica, mas as habilidades humanas serão de sobremodo demandadas em grau de expertise, mediante análise comportamental que poderá servir para posições tipo C Level. Equilíbrio é uma habilidade que será posicionada neste ambiente. Proteção, inovação e conformidade podem fundirem-se. O princípio da economia da inteligência ou colaborativo se estabelece mirando para a sustentabilidade; as pessoas são mais importantes que as coisas.Posso melhorar minhas seleções ou escolhas e posso fazer priorização? Sei que terei muito apoio de gerenciamento com a IA. Definições, planejamentos e relatórios de projetos serão entregues mais rápidos.“ Durante a minha vida, vi duas demonstrações de tecnologia que me parecem revolucionárias. A primeira foi em 1980, quando fui apresentado a uma interface gráfica de usuário. A segunda grande surpresa veio no ano passado”. (Bill Gates – Gates notes, 21 de março de 2023).“Já disse isso antes, a IA é uma das coisas mais profundas em que estamos trabalhando como humanidade. É mais profundo do que o fogo ou a eletricidade ou qualquer outra grande coisa em que trabalhamos”

(Sundar Pichai – Davos WEF, 22 de janeiro de 2023).Terei assistentes virtuais de projetos. Estão e estarão disponíveis sistemas avançados de testes de software. Qual será o meu papel? Posso me ver no papel baseado no desaprender muitas coisas e aprender outras e agora aprender nestes dois cenários? Concluindo, na tua vida tens feito abordagens de ética pessoal e de ética de uso para Inteligência Artificial baseada em princípios de proteção integrada, sincronizada, seja pessoalmente, na família, em startups, ecossistemas ou holdings? Qual é a sua pegada? O que te nutri? É possível você ter uma cota de voluntariado/mês? Há uma sabedoria e uma ciência que se agiganta a cada dia, porém há a fonte de toda sabedoria e toda a ciência, o Logus. Faça o que te faz Feliz.

Carlos Afonso M. Sá Co-Founder SÁLawtech.