Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 19 de maio de 2024

Economia

Festividades de Fim de Ano em Pernambuco prometem gerar mais de 6.000 novos empregos

Do total de 262 mil vagas temporárias, o setor do comércio desponta como o principal

Postado em 03/11/2023 2023 01:31 , Economia. Atualizado em 03/11/2023 01:31

 

De acordo com a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Pernambuco – Fecomércio PE, a Pesquisa de Vagas Temporárias de Fim de Ano, conduzida pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), indica que serão criados 262 mil empregos temporários formais em todo o país, sendo 173 mil apenas no setor de comércio. Isso representa um aumento de 8% em relação ao ano anterior. O salário médio de contratação temporária para o estado de Pernambuco foi estimado em R$ 1.812, um aumento de 6,21% em relação a 2022. Este valor é o mais alto desde 2014, marcando uma notável recuperação em relação às crises econômicas de 2016 e à pandemia de Covid-19.

O mercado de trabalho se prepara para estação de contratações temporárias promissora

A Confederação Nacional do Comércio prevê um aumento nas contratações temporárias de fim de ano em 2023 no mercado de trabalho brasileiro.

As festividades de Fim de Ano devem gerar 6.342 novas vagas temporárias em todo o Estado. É o que estima a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Pernambuco – Fecomércio PE. O recorte local da Pesquisa de Vagas Temporárias de Fim de Ano, realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), ainda mostrou um aumento no valor do salário médio de contratação temporária, estimado em R$ 1.812, representando um incremento de 6,21% em relação a 2022.

Estima-se que serão criadas 262 mil vagas temporárias formais, representando um incremento de 8% em comparação com os números de 2022. Esse patamar é o mais elevado desde 2014, marcando uma recuperação notável em relação às crises econômicas de 2016 e à pandemia de Covid-19.

Do total de 262 mil vagas temporárias, o setor do comércio desponta como o principal protagonista, respondendo por aproximadamente 173 mil oportunidades de emprego. Destacam-se os segmentos de hospedagem e restaurantes, que contribuem com 63.418 postos temporários. Essa diversificação setorial evidencia a abrangência das contratações temporárias, puxadas não apenas pelo comércio, mas também por empresas ligadas à prestação de serviços e ao turismo.

No estado de Pernambuco, as expectativas são promissoras, com a projeção de 6.342 novas vagas temporárias para o período de fim de ano. Esse número traz luz à nova dinâmica econômica regional, sustentada pelos resultados do comércio e serviços no último trimestre.

Além do aumento quantitativo, a pesquisa revela uma elevação no salário médio de contratação temporária, estimado em R$ 1.812. Esse valor representa um incremento de 6,21% em relação ao ano anterior. Esse aumento salarial, associado ao volume expressivo de oportunidades, impactará de maneira positiva a economia estadual, proporcionando perspectivas mais favoráveis no período festivo.

O economista da Fecomércio-PE, Rafael Lima, comentou a pesquisa: “Diante desse panorama, as contratações temporárias de fim de ano representam uma fonte de renda adicional para os pernambucanos e indicam um incremento na atividade econômica, sugerindo uma recuperação momentânea no mercado de trabalho”.