Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 21 de fevereiro de 2024

Economia

Edital do Concurso Nacional Unificado será oficialmente lançado hoje, 10/1

Com provas simultâneas em 217 cidades, certame vai selecionar 6.640 servidores para 21 órgãos públicos federais. Entrevista coletiva nesta quarta em Brasília detalha informações e conceitos

Postado em 10/01/2024 2024 08:55 , Economia. Atualizado em 10/01/2024 08:55

Os aprovados deverão ser convocados para a posse em 5 de agosto

Serão publicados em 10 de janeiro os editais do Concurso Público Nacional Unificado (CPNU), que oferece 6.640 vagas em 21 órgãos públicos. As inscrições vão de 19 de janeiro até 9 de fevereiro e uma única inscrição valerá para mais de um órgão. A prova está prevista para 5 de maio e a convocação dos aprovados para a posse será em 5 de agosto.

 Confira a lista completa de vagas por órgãos

O CPNU apresenta uma metodologia inovadora, criada pelo Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI), que consiste na realização conjunta de concursos públicos para o provimento de cargos públicos efetivos no âmbito dos órgãos e das entidades da Administração Pública Federal direta, autárquica e fundacional, mediante a aplicação simultânea de provas em todos os estados e no Distrito Federal.

Nesta quarta, uma entrevista coletiva a partir das 14h30 em Brasília vai detalhar os editais e as principais informações. O evento será conduzido pela ministra Esther Dweck (Gestão e da Inovação em Serviços Públicos), acompanhada por integrantes da equipe da pasta e da empresa responsável pela aplicação do concurso. A entrevista será no Salão Nobre do edifício-sede do MGI, no Bloco K da Esplanada dos Ministérios, no nono andar, com transmissão ao vivo pelo canal do Ministério no YouTube.

MAIS ACESSÍVEL — As provas serão aplicadas em 217 cidades de todo o Brasil. Veja aqui a lista de cidades. Haverá oportunidades tanto para candidatos de nível médio quanto superior. A empresa Fundação Cesgranrio será a responsável pela aplicação da prova.

A inspiração para o modelo é o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que já esteve em 1.727 municípios com aproximadamente 5,1 milhões de inscritos. Assim, a seleção busca democratizar o acesso às vagas públicas a partir da dispersão geográfica na realização do concurso, além de seguir políticas de acessibilidade e inclusão.

Outra novidade é que o CPNU conta com participação ativa dos órgãos de controle desde o lançamento do certame. Com o novo método, o Governo Federal prevê otimizar custos, processos e a operacionalização da realização dos concursos públicos, além de uniformizar o processo concorrencial e os critérios de acesso.

ÁREAS — O MGI, organizador do concurso, responde pela maior parte das vagas ofertadas. São 1.480 em diferentes carreiras. Outras 900 vagas serão destinadas ao Ministério do Trabalho e Emprego, para o cargo de auditor fiscal do trabalho.

Do total de 6.640 vagas para os mais diversos órgãos, 220 serão destinadas ao Ministério da Saúde. Outros 35 postos serão para a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), órgão vinculado à pasta que é responsável pelo setor de planos de saúde no Brasil.

A previsão é que os novos servidores sejam lotados nas secretarias de Vigilância em Saúde e Ambiente (SVSA), Ciência, Tecnologia, Inovação e Complexo da Saúde (Sectics), Atenção Especializada à Saúde (Saes) e Atenção Primária à Saúde (Saps).

Já o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) oferta 742 vagas. Também há vagas para órgãos como o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que soma 620, e a Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai), com 502.

SERVIÇO

Entrevista coletiva sobre editais do Concurso Público Nacional Unificado

 Data: 10 de janeiro (quarta-feira)
Horário: 14h30
Local: Edifício-sede do MGI, em Brasília (Esplanada dos Ministérios, Bloco K, 9º andar, Salão Nobre)
Formato: Presencial, com transmissão pelo canal do Ministério no YouTube. Serão atendidas somente perguntas de jornalistas presentes na coletiva.

Categoria