Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 26 de fevereiro de 2024

Economia

Banco do Nordeste e Contag promovem renegociação de dívidas para agricultores familiares

Já para renegociar, está sendo oferecido bônus de adimplência de até 50% sobre o valor principal renegociado.

Postado em 10/02/2024 2024 04:02 , Economia. Atualizado em 10/02/2024 04:02

O Banco do Nordeste e a Confederação Nacional dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares (Contag) reuniram-se ontem, 8, em Recife, para divulgar os benefícios da Lei 14.554, que permite a renegociação de dívidas com recursos do FNE para agricultores familiares em situação de inadimplência.

Foi assinado um acordo de cooperação técnica entre o BNB e a Contag para ampliar acesso a crédito e assistência técnica a agricultores familiares na região de atuação do BNB.

“Com o apoio da Contag, a gente pretende mobilizar, até o final de abril, a maior quantidade possível de produtores rurais enquadrados na Lei para que eles aproveitem os benefícios da renegociação. Num segundo momento, este acordo vai nos ajudar a convergir ideias com os sindicatos e federações para que possamos melhorar o processo de crédito”, ressaltou Hugo Queiroz.

A Contag coordena um sistema composto por 27 federações estaduais e mais de 4.000 sindicatos de trabalhadores e trabalhadoras rurais. Segundo o seu presidente, Aristides Veras dos Santos, a relação da confederação com o BNB é longa, e o acordo vem para fortalecer a parceria. “Nossa intenção é que diminua cada vez mais a distância entre movimento sindical e agentes financeiros, para que juntos possamos fortalecer a agricultura familiar no campo brasileiro”, destacou.

Sobre a renegociação de dívidas

A Lei 14.554, de abril de 2023, beneficia clientes que contrataram operações com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) há mais de sete anos e que estão em atraso no pagamento das parcelas desde 31 de outubro de 2021. Estes clientes podem obter até 90% de desconto em caso de quitação da dívida.