Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 10 de abril de 2024

Cultura

Última noite do Garanhuns Jazz Festival encanta público e se consolida como evento imperdível

Com atrações nacionais e internacionais, o GJF é referência no circuito alternativo do Carnaval de Pernambuco

Postado em 14/02/2024 2024 16:29 , Cultura. Atualizado em 14/02/2024 16:30

Fotos: Hilton Marques (PMG)

Na noite de terça-feira, o Garanhuns Jazz Festival encerrou o Carnaval com talentos musicais nacionais e internacionais, promovendo quatro dias de celebração musical para aqueles que buscavam uma alternativa à folia tradicional.

Além de influenciar a cena cultural, o Jazz Festival impulsionou a economia e a gastronomia de Garanhuns. A celebração não se limitou à Praça Mestre Dominguinhos; após os espetáculos, os restaurantes locais se tornaram locais para as ‘jam sessions’, oferecendo uma experiência mais próxima entre músicos e público.

“O Garanhuns Jazz Festival foi um sucesso mais uma vez. Temos um grande público para este estilo musical, muita gente de outras cidades e estados que ficou encantada com o que viu aqui. O balanço que nós fazemos é o melhor possível”, diz a secretária de Cultura de Garanhuns, Sandra Albino. O festival contou com a curadoria de Giovanni Papaléo Produções Musicais e produção executiva da produtora Promundo, além de apoio da Secretaria de Cultura de Pernambuco e da Fundarpe.

A última noite do GJF contou com os garanhuenses Fábio Aladdin Trio e Karla Cybele, que realizaram uma apresentação com clássicos do jazz. Em seguida, a Guitar Night homenageou o vocalista e guitarrista da banda Blues Etílicos Greg Wilson, referência do blues no Brasil. O tributo contou com a participação de Eric Assmar (BA), Diego Albuquerque (PE), Igor Prado (SP), Joanatan Richard (PE), Bruno Marques (MG), Omar Coleman (USA) e Olegário Lucena (PE). A produção do Jazz Festival também prestou homenagem ao artista e músico garanhuense Maurílio Matos.

Laretha Weathersby, cantora estadunidense, fez o público dançar ao som do blues e do soul ao lado da Bruno Marques Band. Sem deixar a barreira do idioma interferir em sua presença de palco, a “Chicago Blues Diva” encantou o público do Garanhuns Jazz Festival. Por fim, a noite foi encerrada com animação ao som dos Serial Funkers e de Ivan Barreto, ambos em seu segundo show nesta edição do evento — desta vez, em tributo ao pioneiro da Soul Music, Ray Charles.

“Em 2023, tivemos um grande retorno e, este ano, crescemos ainda mais, com muitos artistas de todo o Brasil e do exterior, além da representação de Garanhuns no palco. No próximo ano, a expectativa segue muito boa: teremos uma edição ainda maior, melhor e com atrações para todos os gostos”, finaliza a secretária Sandra Albino.