Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 10 de abril de 2024

Economia

AGRESTE TEX chega ao fim com recorde de público e de novos negócios

Mais de 12 mil pessoas passaram pela feira nos quatro dias de evento, que contou com novas tecnologias, lançamentos de tecidos, moda sustentável e palestras

Postado em 25/03/2024 2024 10:42 , Economia. Atualizado em 25/03/2024 10:42

Ascom

Estabelecida como a principal feira bienal de máquinas, serviços e tecnologias para a indústria têxtil e de confecção do Norte/Nordeste, a AGRESTE TEX, em sua sétima edição, reafirmou sua posição de destaque. Em 2024, expandiu-se para ocupar uma área de oito mil metros quadrados de pavilhão e apresentou mais de 300 marcas. Com um recorde de público, o evento encerrou nesta sexta-feira com um total de 12.200 visitantes. Além disso, o volume financeiro surpreendeu ao ultrapassar os R$ 300 milhões em vendas ao longo dos quatro dias.

“Estamos encerrando a sétima edição da AGRESTE TEX com todos os objetivos cumpridos. Isso demonstra a exuberância da feira, o resultado que foi dado a todos os expositores e, o que é mais importante, a qualificação dos visitantes no evento. Um evento como esta feira deixa como legado uma evolução tecnológica muito grande, uma qualificação profissional na região. E os próprios expositores já ficaram impressionados com o público que veio à feira, porque trouxeram debate, tinham interesse, demostraram ser pessoas que sabiam realmente o que buscavam”, avaliou o presidente do Febratex Group, Hélvio Pompeo.

A oitava edição já tem data marcada: de 14 a 17 de abril de 2026 e, devido ao sucesso deste ano, 90% dos expositores atuais já renovaram a participação na próxima feira. Um deles é a Yguaçu Máquinas, de Londrina (PR), há mais de 30 anos no mercado fabricando equipamentos para sublimação e serigrafia. Pela primeira vez em Caruaru, a companhia ficou tão satisfeita que já bateu o martelo para a presença em 2026, e com um espaço ainda maior. “Saímos da feira extremamente satisfeitos. Vendemos todos os produtos, vamos voltar sem nada. Estamos muito felizes com essa aceitação e com o tamanho do evento. Fomos muito bem atendidos e, com certeza, voltaremos em 2026. Já queremos um espaço com o dobro de tamanho”, afirma, entusiasmado, Leandro Guassu, gerente geral da Yguaçu.

 A SVC Laser, distribuidora da Epson, também faz sua estreia e comemora os resultados obtidos na AGRESTE TEX. “Foi uma feira proveitosa, em que tivemos a exposição de novos produtos e a presença de muitas pessoas. Geralmente, as feiras são ambientes de prospecção de futuros negócios, mas já tiramos alguns de imediato aqui mesmo, e temos bastante leads para o pessoal trabalhar nas próximas semanas”, explica o diretor da empresa, Sérgio Amâncio. A SVC, que existe há 34 anos, tem uma matriz em Ribeirão Preto (SP), e duas filiais no Agreste pernambucano, em Caruaru e Santa Cruz do Capibaribe.

Presente desde a primeira edição da AGRESTE TEX, a Audaces elegeu esta a melhor edição da história da feira. “O movimento foi fantástico em comparação à última feira, que foi muito boa, mas não teve o movimento que a gente obteve de venda como dessa vez. A gente entende que na última feira era um momento de volta da pandemia, tinha muita gente com medo ainda, não tinha voltado à vida 100%, mas esta edição a gente realmente está muito surpreso positivamente porque foi muito boa, conseguimos fechar bons negócios, surpreendeu. Foi a melhor de todas”, opina Lucas Dutra, gerente regional da marca. A Audaces é sediada em Florianópolis e trabalha com software e hardware destinados desde a parte de criação ao desenvolvimento da peça.

Além de impulsionar a economia da indústria têxtil, a AGRESTE TEX oferece a oportunidade de estudar tendências do setor com diversas palestras gratuitas. Um dos temas foi “Do coolhunting à conexão emocional: tendência e estratégias de marca para o consumidor atual”, com Karin Hellen, gerente de novos negócios da Texneo. “É muito importante quando nós atuamos ou pensamos em uma estratégia de marketing, uma estratégia que seja uma conexão de imagem e marca para representar aquilo que eu sou como marca. Existe, sim, o lado quantitativo, do negócio, do business, que, com certeza, precisa ser personalizado, mas também é muito importante entendermos e olharmos com muita atenção para o lado humano. Ao fim do dia, e no final das contas, as pessoas se conectam com as pessoas”, aconselha.

BRASIL FASHION DESIGNERS

O último dia da AGRESTE TEX foi marcado também pelo anúncio da coleção mais votada pelo público da feira. Os looks exibidos na entrada do pavilhão do evento já haviam sido mostrados na passarela do desfile promovido pelo Brasil Fashion Designers Pernambuco (BFD), concurso que apresentou o trabalho de jovens estilistas de Pernambuco. Nesta sexta-feira, a grande vencedora foi apresentada. Aluna do curso de Técnico em Vestuário do Senai Caruaru, Deisy Silva, com sua coleção Vaqueiro Nordestino, conquistou 28,6% dos votos do público.

Emocionada, ela agradeceu a todos que votaram. “Eu estou muito feliz com essa coleção que eu entreguei. Por mais que tenha passado por perrengues, não só eu como os meninos, em pouco tempo pra desenvolver tudo, mas estou feliz com tudo o que entreguei, eu dei o melhor de mim. Muito obrigada a todo mundo”, comemorou.

“Esta edição do Brasil Fashion foi marcante por ter sido realizada em tempo recorde. Não queríamos deixar para dar este presente a Pernambuco só em 2026, queríamos fazer agora, e em 2026, repetir. Ficamos muito felizes com o resultado apresentado pelos dez finalistas e vamos levar a coleção para outros Estados, exibi-la em eventos do Febratex Group”, detalhou o diretor artístico do BFD, Ricardo Gomes.