Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 21 de maio de 2024

Cultura

Diálogos na Roda: Explorando a Dança, História e Cultura Afro-Brasileira na Educação

Além da comunidade escolar, o Artista Professor e Mestre em Dança Geraldo Lopes contou com uma parceria valiosa: a mestra e doutora em Dança, Suki Guimarães, da Escola de Dança da UFBA. Juntos, eles promoveram uma abordagem inovadora e inclusiva, enriquecendo o debate sobre a presença e importância da cultura afro-brasileira na educação.

Postado em 02/05/2024 2024 05:30 , Cultura. Atualizado em 02/05/2024 12:06

Explorando a metáfora da roda, o professor e mestrando em Dança pela UFBA (Universidade Federal da Bahia) Geraldo Lopes buscou estabelecer um diálogo entre a prática da dança e a Lei 10.639/03, que institui a obrigatoriedade do ensino de História e Cultura Afro-Brasileira nas escolas. Nesse processo, envolveu ativamente estudantes, professores e toda a comunidade escolar, vivenciando práticas pedagógicas que reconhecem a importância da temática afro-brasileira nos processos educacionais.

As experiências pioneiras da Escola Núcleo de Moradores-9 não passaram despercebidas. Elas foram compartilhadas em âmbito nacional por meio de um artigo científico publicado pela Associação Nacional de Pesquisadores em Dança, através do comitê “Dança em Múltiplos Contextos Educacionais”. Esta associação é reconhecida por seu compromisso em divulgar pesquisas e experiências exclusivamente relacionadas ao campo da dança.

Além da comunidade escolar,  Geraldo Lopes contou com uma parceria valiosa: a mestra e doutora em Dança, Suki Guimarães, da Escola de Dança da UFBA. Juntos, eles promoveram uma abordagem inovadora e inclusiva, enriquecendo o debate sobre a presença e importância da cultura afro-brasileira na educação.

O projeto buscou contribuir para a adoção de vivências didático-pedagógicas mediadas pela Dança para a inserção da temática “História e Cultura Afro-brasileira no ensino fundamental” da referida escola. A temática acima tornou-se obrigatória no ensino básico por meio da Lei 10.639/03 e desde a sua homologação vem enfrentando grandes desafios para a sua implementação, fato que evidencia a importância dessa publicação. O projeto, objeto da publicação do artigo, foi vivenciado entre 2021 e 2023, se consolidando como uma potente estratégia pedagógica para a luta antirracista e valorização das contribuições Afro-brasileiras no contexto escolar.” Geraldo Lopes

Geraldo Lopes – Artista Professor e Mestre em Dança

 

O artigo completo pode ser acessado e baixado gratuitamente através do link . CLIQUE AQUI 

Este trabalho não apenas ressalta a necessidade de uma educação inclusiva e diversificada, mas também destaca o poder transformador da dança e da cultura na formação de uma sociedade mais justa e igualitária. A experiência da Escola Núcleo de Moradores-9 serve como um exemplo inspirador para outras instituições educacionais em todo o país.