Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 19 de maio de 2024

Educação

Programa Pé-de-Meia já beneficia mais de 177 mil estudantes em Pernambuco

O programa Pé-de-Meia chega para ajudar significativamente na retenção dos estudantes na escola e na melhoria da qualidade social do ensino, uma vez que também exige que os alunos tenham frequência e sejam aprovados.

Postado em 10/05/2024 2024 03:50 , Educação. Atualizado em 10/05/2024 03:51

Miva Filho

 

A governadora Raquel Lyra e o ministro da Educação, Camilo Santana, apresentaram, na quinta-feira (9), no Arena de Pernambuco, o programa Pé-de-Meia no Estado. Mais de 177 mil estudantes pernambucanos já estão a receber benefícios das bolsas de incentivo. Isso equivale a cerca de 53% dos alunos matriculados na rede estadual de ensino. O Estado está investindo mais de R$ 500 milhões por ano no programa, de acordo com o MEC.

O Pé-de-Meia funciona como uma poupança, a fim de promover a permanência e a conclusão escolar dos jovens matriculados no ensino médio. “Com esse programa, nós estamos afirmando que não vamos deixar nenhum estudante para trás. Queremos que todos os jovens permaneçam na escola, pois o futuro deles depende da educação”, declarou o ministro da Educação, Camilo Santana.

Uma conta na Caixa Econômica Federal é aberta no nome do aluno, onde é realizado o pagamento de R$ 200 mensal, que pode ser sacado em qualquer momento, além do depósito de R$ 1 mil ao final de cada ano letivo concluído, que serão recebidos após a conclusão dos estudos.

Para ser elegível, o aluno deve estar na faixa etária de 14 a 24 anos, pertencer a uma família beneficiária do Programa Bolsa Família e estar matriculado no ensino médio público, com a matrícula feita até dois meses após o início do ano letivo.

De acordo com o MEC, considerando as dez parcelas de incentivo, os depósitos anuais e o adicional de R$ 200 pela participação no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), os valores podem chegar a R$ 9.200 por aluno.

 

A estudante Mariana Gomes de Almeida, 16 anos, já recebeu a primeira parcela do Pé-de-Meia e considera que a bolsa irá incentivar os estudantes a permanecerem nas escolas. “Agradeço a inclusão do povo indígena em um momento como esse. É muito importante incluir raças e etnias diversas nesse programa e assim garantir mais condições para que os estudantes concluam seu ensino médio”, disse a aluna da Escola Estadual Indígena a Intermediária Monsenhor Olimpio Torres Xucuru do Orubá, de Pesqueira.