Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 13 de junho de 2024

Saúde

Estudo revela que monitoramento eficaz do glaucoma evitou cegueira em 300 mil brasileiro

Os dados foram divulgados pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO) em razão do Dia Nacional de Combate ao Glaucoma, lembrado neste domingo (26).

Postado em 26/05/2024 2024 14:32 , Saúde. Atualizado em 26/05/2024 21:38

De 2019 a 2023, os oftalmologistas na rede pública ofereceram tratamentos gratuitos, beneficiando pacientes e reduzindo o risco de perda de visão irreversível. Isso destaca o impacto positivo da assistência oftalmológica no SUS.

O Conselho Brasileiro de Oftalmologia estima que mais de 1,7 milhão de brasileiros tenham glaucoma, com uma incidência conservadora de 2% na população acima de 40 anos. Essas estimativas são fundamentais para políticas públicas de prevenção, diagnóstico e tratamento precoce. Estudos também indicam que fatores como histórico familiar, etnia e condições oculares aumentam o risco de desenvolver a doença.

Lesões irreversíveis

O Conselho alerta que a detecção precoce do glaucoma, por meio de exames oftalmológicos regulares, é essencial para identificar e tratar a doença antes que ocorra perda visual. Medidas preventivas e de acompanhamento médico, como monitoramento da pressão intraocular, uso de medicamentos adequados e tratamentos a laser ou cirúrgicos, podem ajudar a controlar a progressão da doença e proteger a visão a longo prazo.

Entenda

O glaucoma surge em consequência do aumento da pressão intraocular e gera perda da visão pela destruição gradativa do nervo óptico, estrutura que conduz as imagens da retina ao cérebro. Dependendo do quadro do paciente, intervenções clínicas ou cirúrgicas podem suspender a progressão da doença, mas, segundo o CBO, não são capazes de recuperar a parcela da visão já comprometida.